Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

A desparasitação dos gatos

 

Recomenda o veterinário que os donos de gatos os desparasitem, interna e externamente, logo desde bebés.

A desparasitação interna deve ser feita logo a partir das 3/4 semanas de idade, já que os parasitas internos podem levar a graves problemas de saúde e, inclusive, à morte. E são, não só prejudiciais para os gatinhos como também para os respectivos donos, que podem ficar igualmente infestados.

A partir da primeira despasasitação, no gato bebé, a mesma deve ser repetida de 15 em 15 dias, até aos 3 meses de idade. Daí em diante, e até aos 6 meses, 1 vez por mês.

A partir dos 6 meses, pode ser feita de 2 a 3 vezes por ano, ao longo da sua vida, podendo variar de acordo com a situação específica de cada animal.

No caso da Becas e da Amora, quanto à desparasitação interna, estamos a fazê-la com um desparasitante líquido, em quantidades reduzidas - 1mg/kg, administrado com seringa. Mas podem-se encontrar desparasitantes em comprimidos ou pasta.

 

 

 

No que respeita à desparasitação externa, esta também deve ser feita nos primeiros dias de vida, com um spray apropriado para recém-nascidos. Nesta primeira fase, as pipetas estão proíbidas, porque é um produto que entra directamente na circulação sanguínea e será prejudicial ao gatinho. O spray é mesmo a solução indicada, e foi o que nos deram no veterinário para as nossas meninas.

A partir de um mês e meio de idade, a desparasitação externa poderá ser feita mensalmente, especialmente no verão.

Mesmo os gatos que estão permanentemente em casa, e não saem à rua, devem ser desparasitados porque os próprios donos podem levar parasitas para casa. E é a forma mais eficaz de proteger os nossos amigos e a família, prevenindo, em vez de remediar.

 

 

 

 

Isto é o plano normalmente indicado pelos médicos veterinários. Mas será que, na prática, os donos de gatos o cumprem à risca?

Eu confesso que, com a Tica, preocupava-me mais com a desparasitação externa do que interna. 

Agora com a Amora e a Becas, estamos a ser mais cuidadosos, e ontem lá fiz novamente a desparasitação interna.

E por aí, costumam fazer a desparasitação regularmente? Que produtos ou métodos preferem? Contem-nos a vossa experiência!

  • Blogs Portugal

  • BP

  • 2 comentários

    Comentar post