Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

As minhas manhãs!

IMG_20210401_182933.jpg

Olá, sou a Google e fico tão contente quando a minha avó acorda, às vezes espero que se levante, mas aos fins de semana como quero brincar, vou acordá-la…

Sento-me ao lado da cabeça dela e mio muito até que ela se levante e dou beijinhos, se mesmo assim fica deitada, vou mexer nos vasos das orquídeas, porque ela gosta muito e assim levanta-se mesmo.

A avó prepara-me a paparoca e depois vai preparar o pequeno almoço, eu vou “chamar” a mãe, enquanto ela não se levantar fico a miar junto à cabeça dela ou sentada em cima dela. Gosto muito dos fins de semana, porque vamos as três para a cozinha e eu sento-me numa das cadeiras a fazer companhia adoro ir para cima da mesa, mas já aprendi que não posso, porque depois ficam tristes… depois vamos brincar, corro muito de um lado para o outro a manhã toda.

 

Sociedade Protectora dos Animais!

 

No post de hoje apresento-vos a Sociedade Protectota dos Animais .

A Sociedade foi fundada em Lisboa a 28 de Novembro de 1875 pelo conselheiro José Silvestre Ribeiro.

Sendo a associação zoófila mais antiga e com mais história de Portugal é uma instituição privada de utilidade pública, sem fins lucrativos.

Com mais de um século de existência, subsiste da quotização dos sócios e dos donativos que tem igualmente amor e se preocupa com o bem estar dos animais.

 

Depois de há uns anos o nosso Clube, ter tido uma experiência má ,com outra associação, decidi  dar uma nova oportunidade e o meu contributo a outra associação.

No mês passado fiz-me sócia da Sociedade Protectora dos animais, a cota é de 25€ anuais e os sócios têm vários descontos com os seus parceiros e também nos seus centros veterinários:

Sociedade Protectora dos Animais dispõe de dois centros de atendimento veterinário ao dispor dos nossos sócios, bem como um santuário animal em Tavira.

 

A Sociedade Protectora dos Animais dispõe de dois centros de atendimento veterinário ao dispor dos nossos sócios, bem como um santuário animal em Tavira.

 

Aqui estão os centros veterinários que se encontram ao seu dispor:

Centro Veterinário Areeiro: Av. Afonso Costa nº 36, 1900-037 Lisboa - 218 482 532 / 218 403 132/ areeiro@sociedadeprotectoradosanimais.org 

 

Centro Veterinário São Sebastião: Rua Carlos Testa, nº8 - 1050-046 Lisboa - 213 151 989 / saosebastiao@sociedadeprotectoradosanimais.org 

Com a adesão à Sociedade Protectora dos Animais, pode usufruir de:

 

  • Três postos veterinários ao seu dispor com preços bastante convidativos e médicos veterinários muito competentes e capacitados no seu trabalho.

  • Promoções e descontos especiais para sócios em ração e desparasitastes.

  • Desconto de 25% na renovação da quota anual para os sócios que fizerem o pagamento no primeiro trimestre do ano.

  • Consultadoria jurídica animal gratuita.

 

Do meu primeiro contacto com a sociedade, posso dizer que são atenciosos e organizados.

Enviei um email a solicitar informações sobre a inscrição de sócio, responderam em pouco tempo e passados poucos dias recebi o cartão de sócia.

Podemos escolher entre 4 opções.

 

cartão.jpg

 

 Já algum dos nossos seguidores conhecia esta associação?

Se  tiver possibilidade de ajudar alguma associação, vai fazer a diferença na vidas dos animais!

 

 

hummm, roupa lavada

A Kat vê algo novo, trata de se sentar e gozar o cheiro e o conforto da roupa lavada.

Os edredons de inverno já foram lavados e arrumados.

Tirei as colchas de verão, mas uso um pequeno edredon, que já tem muitos anos, nestes dias de primavera.

Ontem, dei com ela assim:

IMG_20210410_183627.jpg

Pressentiu-me, virou o rosto...

IMG_20210410_183613.jpg

Hoje, acordei com ela aos pés da minha cama.

Depois de me levantar, dei-lhe um pouco de patê.

Nunca mais a vi, até que fui ao quarto e lembrei-me que estaria dentro do edredon...

IMG_20210411_110049.jpg

 

Uma tragicomédia felina!

167157233_4281789988509201_8763934732483058437_n.j

 

Quando vi esta imagem, não pude deixar de imaginar a Becas e a Amora com vestidinhos como este, e sentadinhas assim, tão bem comportadas!

A Amora iria estar mais animada por parecer uma princesa. Já a Becas, iria estar de mau humor, a maldizer a pessoa que se lembrou de lhe enfiar aquilo no corpo.

E comecei a imaginar todo um filme com elas, que foram a uma festa de aniversário felina pela primeira vez!

 

Mãe gata: Vá meninas, portem-se bem, que eu mais logo venho buscá-las!

Amora: Estou tão bonita com este vestido.

Becas: Não havia nada mais pindérico para nos vestir? Estou ridícula!

Amora: Mas fica-te bem.

Becas: O tanas! Somos gatas, não precisamos de roupa. Só estorva. Ainda por cima temos que estar aqui a fazer sala.

Amora: Deixa de ser resmungona. Vamos aproveitar e brincar.

 

A ver uma mosca, Amora lança-se para fora do sofá, na esperança de angariar um petisco.

Becas a pensar "Onde é que esta louca vai agora?"

Amora: Ajuda-me, Becas.

Becas: Que nojento! Quem é que come moscas?

Mas, ao ver a Amora a afastar-se, decide saltar também e segui-la, não vá a irmã meter-se em apuros.

Becas: Pára de correr de um lado para o outro!

Amora: Olha, ela posou ali em cima. Mas eu não consigo subir. Vais lá tu?

Becas, olhando para a altura do móvel: Ali para cima? És doida?

Amora: Vá lá, Becas. Tu consegues.

 

Becas, depois de olhar várias vezes, lá salta mas a sua unha prende na renda, acaba por cair e, com ela, vem o bibelot atrás que, por pouco, não lhe acerta.

Claro que, entretanto, a mosca fugiu e a Amora já não quer saber dela, porque viu um pássaro pela janela e foi para o jardim tentar apanhá-lo.

 

Cansada de se armar em catsitter da irmã, que só por acaso até é mais velha que ela e deveria ser ela a tomar conta de si, mas com receio de ficar ali sozinha no meio de estranhos, pouco habituada às lides da convivência, corre para o jardim.

Mas, pelo caminho, escorrega numa tampa de caixa que por ali andava e vai parar mesmo em frente ao repuxo de água, ficando ensopada, e ainda mais furiosa.

E, reclamando entre dentes consigo própria, com a sua má sorte e com o trabalho que a Amora lhe está a dar, nem se apercebe da chegada de um felino, que tem um fraquinho por ela.

Ele ainda tenta fazer conversa, só que, depois de afirmar que ela está muito bonita e arriscar um miaujinho, leva uma patada. 

 

Entretanto, chega a Amora, que já desistiu do pássaro.

Amora: Credo, o que te aconteceu?

Becas: Ainda perguntas? Tenho que andar atrás de ti, e olha no que deu.

Amora: Deixa lá, está calor, sempre refrescaste o pelo!

Becas: Que piada! Vê lá se também queres levar um banho.

 

Amora: Olha, ali na mesa estão uns pedaços de fiambre.

Becas: Sempre é melhor que moscas.

Amora: Vamos lá?

Becas: Vai lá tu, desta vez.

Amora: E como subo?

Becas: Experimenta aquele cadeirão, e de lá sobes para a mesa. Depois empurras o fiambre cá para baixo com a pata.

 

A Amora assim faz e, depois de saborearem o petisco, refastelam-se as duas no sofá, à espera que a mãe gata chegue. 

Mal a vêem, sentam-se direitinhas, a Becas já com o vestido enxuto.

Mãe gata: Então correu tudo bem? Na próxima semana têm um convite para mais uma festa.

Amora, contente: Boa!

Becas, traumatizada: Oh, não! 

 

 

 

 

Os bigodes dos gatos voltam a nascer?

BIGODE-GATO | Prefeitura de Maricá

 

Volta e meia encontro lá por casa, caído no chão ou em cima das mantas, um bigode perdido de alguma das bichanas.

Sempre que isso acontece, apanho e guardo. Já tenho uma boa colecção de bigodes.

Não sei se é por andarem na brincadeira, em guerra, ou se caem naturalmente.

Mas, será que, sempre que um bigode cai, nasce outro no seu lugar?

Será que os bigodes se regeneram?

 

A resposta é sim!

É que, se assim não fosse, e a irem caindo os bigodes, acabavam por ficar sem nenhum.

Tal como todos os pelos, quer sejam do focinho ou de outras partes do corpo, caem de forma natural, nascem e crescem de novo. 

 

E por aí, os vossos felinos também perdem bigodes?!