Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Uma trinca na perna: novo método de persuasão!

196996638_3051167441822046_6030555786794249977_n.j

 

Todos os dias a cena se repete.

Sempre que a Becas quer comer, e a minha filha está em casa, sobretudo de manhã, o filme é este:

 

Becas (roçando-se nas pernas da dona júnior): Anda comigo, Inês.

Inês: Agora não posso, Becas. A dona tem que comer.

Becas: Eu também quero comer. Podemos ir as duas.

Inês: Vai pedir à outra dona.

Becas: Mas eu quero que tu vás comigo.

E lá se esfrega nas pernas da dona júnior a ver se tem sorte.

 

Inês: Tens medo de ir sozinha?

Becas: Não, mas gosto mais de ter companhia.

Inês: Então, vai com a Amora, e fazem companhia uma à outra.

Becas: Chata. Não quero ir com aquela outra.

 

Quando vê que a dona júnior se está a encaminhar para a cozinha, vem a Becas logo à frente, mas sempre a parar e a olhar para trás.

Becas: Anda, Inês. O caminho é por aqui.

Inês: Não posso Becas, já estou atrasada.

Becas: Então acorda mais cedo!

 

A minha filha despacha o pequeno almoço e, enquanto anda ali entre o quarto e a casa de banho:

Becas: Já podes vir comigo?

Inês: A dona está a despachar-se.

Becas: Mas não demora muito.

Inês: Ai Becas, és tão chatinha!

E pega nela ao colo.

 

Becas (esperneando para que a ponham no chão): Eu não quero colo, quero comer.

De volta ao chão, tenta um novo método.

Becas: Sabes que eu sou muito tua amiga.

Inês: Eu também, Bequinhas, mas agora não pode ser. Vou lavar os dentes.

E lá fica a Becas à porta, muito paciente, a fazer-lhe companhia. Quando a minha filha sai, recorre à chantagem:

Becas: Já podes vir comigo? Eu estive aqui ao pé de ti, agora é a tua vez.

Mas não resulta.

 

E, numa derradeira tentativa...

Becas: Vens comigo, Inês?

Inês: A dona agora não tem tempo.

Becas: Se não vens comigo vou-te morder a perna!

Inês: Isso não, Becas.

Becas: Tens uma perninha jeitosa para levar uma dentada.

E lá vai ela atrás da perna da dona júnior, e esta a fugir pela casa fora, para não ser "atacada"!

O Cantinho da adopção!#74

 

Gretel.jpg

 

O Cantinho de adopção apresenta-vos os manos Gretel e  Hansel!

Estes mini caçadores de bruxas são um poço de ternura.

 Têm quase dois meses e já estão disponíveis para uma adopção responsável.

O Projecto Amor Animal gostaria que fossem adoptados em conjunto.

Eles serão entregues chipados.

Será que conseguimos essa família?

Zona: Odivelas / Lumiar

Se quiserem obter mais informações ou ajudar de outra maneira podem o fazer através:

projecto.amoranimal@gmail.com
https://www.facebook.com/projecto.amoranimal
Como ajudar:
NIB: 0023 0000 45474786214 94
IBAN: PT50 0023 0000 45474786214 94
SWIFT: ACTVPTPL

Muitos Parabéns, Rute Sousa!

 

O Clube de Gatos do Sapo, deseja muitas felicidades á Rute Sousa do Projecto Amor Animal!

A Rute é uma das fundadoras do projecto, que se dedica há anos á causa animal.

Estou eternamente grata ás suas voluntárias, pelos meus dois meninos a Fénix e o Puma.

Neste momento estou a fazer de FAT do Bandido,.

De Bandido, não tem nada por isso secretamente chamo-o de Cookie!

 

Cookie.jpg

Ele é um verdadeiro docinho.

Nestas últimas semanas o seu olhar triste mudou, está mais atrevido e alegre.

O Cookie foi há anos abandonado à sorte e está doente por isso.

O nosso sonho é ele conseguir recuperar e arranjar uma família cheia de amor para dar.

Acreditem que  da parte deste gatinho, vão ter um amor incondicional.

Só quer miminho e comida!

A Rute Sousa não quer prendas, só deseja a quem for possível um destes contributos:

 

"Dia 16-06 terei mais um aniversário.
Não gosto de aniversários, mas gostaria de ter miminhos para os animais que se vão cruzando connosco, para melhor os conseguirmos ajudar.

Quem quiser dar uma prendinha, agradeço muito, e tornará o meu dia bem melhor.

Coisas que precisamos sempre:
- Comida Babycat
- Comida Gastrointestinal
- Areia
- Colírios
- Resguardos
- Desparasitantes internos e externos (para gatos adultos e bebés)
- Ajuda financeira para as contas de veterinário"

---------------------------------------------------
Como ajudar:
NIB: 0023 0000 45474786214 94
IBAN: PT50 0023 0000 45474786214 94
SWIFT: ACTVPTPL

projecto.amoranimal@gmail.com
https://www.facebook.com/projecto.amoranimal
#paadonativos #projectoamoranimal "

 

Abrigo temporário para restabelecimento de gatos de rua

Por vezes, quando acontecem determinadas situações, surgem-me certas ideias, que para quem não tem este sentimento pelos animais, podem parecer absurdas. Porque as minhas preocupações não só com meus animais, mas também pelos animais dos outros, e, principalmente pelos animais de rua.

Gostaria que os animais de rua, estivessem protegidos de alguma forma. Se fosse possível, agrupados em colónias, com a possibilidade de esterilização e alimentados por moradores, cuidadores.

Nessas colónias, deveria existir um ponto, onde veterinários os pudessem ajudar quando doentes ou feridos. Esse ponto, poderia ter uma pequena enfermaria e espaço para permanecerem quando necessário, inclusive para se protegerem de climas mais agrestes. Os gatos continuariam a ser livres, mas teriam a possibilidade de serem cuidados quando necessário.

Para isso seria preciso apoio do estado, boa vontade dos veterinários, disponibilidade dos protectores.

Certamente assim não existiriam tantos gatos errantes, tanto sofrimento e lutas! Há tanto dinheiro mal gasto, era só canalizar uma pequena parte para estas causas!

abrigosideiais.jpg

poreles.jpg

O Oreo foi para o céu dos gatos

oreopartiu.jpg

O Oreo, veterano desta rua estava cá há vários anos, resistiu a tantas situações. Era tão esperto que mal ouvia o som dos carros já estava com a orelha em pé e a sair da estrada.

Esteve doente no ano passado, levei o ao veterinário, dei-lhe antibiótico. Quase todos os dias me dava turrinhas, e tentava miar para mim, mas a voz não lhe saía, era um gato que não miava.

Era garanhão, andava muito atrás das gatas. Talvez tenha sido numa dessas investidas que ficou ferido.

Quando o vi ferido tentei ajudar. Consegui forma de o levar ao veterinário, mas ele quando viu a transportadora assustou-se e fugiu. Tentei mais umas vezes, sem sucesso. Só quando ele já estava de rastos o consegui apanhar e levar ao veterinário, mas já foi tarde, horas depois entrou em coma e foi para o céu dos gatos!

Foi o último dos três mosgateiros.

triomosqueteiros.jpg

Estou muito afetada psicologicamente. É muito difícil. Fica aquela sensação que poderia ter feito mais, ter insistido mais, para o apanhar mais cedo. Alguns gatos  desaparecem daqui  e pude imaginar que alguém se encantou por eles, devido ás suas qualidades, e os levou, mas este...eu o vi praticamente morrer...

Não será esquecido! Esta rua está deserta sem o seu ancião!