Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Sonhar com gatos

Imagem relacionada

 

Já por várias vezes sonhei, quer com gatos, quer com cães. 

Algumas dessas vezes com as minhas gatas. Outras, com cães que me aparecem e estão abandonados.

E, ultimamente, com gatos que nunca vi na vida.

Normalmente, estão vários, mas acabo sempre por ficar nos braços com o mais frágil, o mais pequenino, o mais meiguinho, enquanto os restantes vão à sua vida.

Só na última semana, foram 3 noites a sonhar com eles: primeiro, uma gatinha tricolor; depois, uma preta e branca, e no último, um minorquinha preto, do tamanho de um ratito.

Alguém por aí com o dom para interpretar o que significam estes sonhos recorrentes?

Casos reais #2 - A senhora dos gatos

O segundo caso real que partilhamos no Clube chega-nos pela Francisca, que nos fala de uma situação muito comum na actualidade, sobre as acumuladoras de gatos:

 

 

"Há uns tempos atrás, na aldeia da minha mãe, ela tinha uma tia que gostava muito de gatos.

Tinha muitos, e fazia panelas de comida para os alimentar. As pessoas que a conheciam, e sabiam desta paixão dela, aproveitavam-se e, sempre que nasciam bebés (porque naquela altura não se ia ao veterinário para castrar os gatos) deixavam os gatos no muro da casa, ou mandavam-nos mesmo lá para baixo.

E assim, foi acumulando gatos. Ela tinha terreno e tudo mas, a certa altura, já eram demais os gatos.

Ela estava a ficar idosa, e a gataria só aumentava. Ela bem tentava separar as fêmeas dos machos, mas havia sempre algum a pular a cerca.

Sei que, depois, essa senhora foi para um lar, e não sei o que foi feito dos gatos.

Isto para alertar as pessoas para não deixarem nascer tanto gato inocente, que depois vem ao mundo para sofrer.

Se não conseguirem castrar os machos peçam ajuda nas Câmaras."

 

 

Obrigada, Patrícia!

sinfonia do Gato

em memória da gata  de rua, das minhas sobrinhas, atropelada por alguém que não teve o bom senso de ver a quem pertencia e deixando-a morta, na rua.

Os cantores fazem o público rir, mas foi a canção mais bonita que encontrei para dedicar à Caju.

 

Viver como um gato: o teste!

 

 

A propósito do livro "Meu gato, meu guru", a Albatroz propõe-nos testar o nosso quociente de gato.

Até que ponto vivemos a nossa vida como gatos, ou o que ainda temos a aprender com eles? 

Façam o TESTE (penso que só dá para quem tem facebook), e descubram o que têm a melhorar para viverem como verdadeiros gatos!

 

 

 

 

Que quantidade de ração comem os vossos gatos por dia?

Imagem relacionada

 

 

Já alguma vez se deram ao trabalho de controlar a quantidade de ração que os vossos gatos comem?

Que quantidade comem por dia?

Quantos dias/ meses dura, por norma a ração?

 

 

Por aqui, desde que somos "obrigados" a encomendar a ração (deixaram de ter disponível na loja), que há a necessidade de prever quando é que a saca está a acabar, para encomendar e ter outra a tempo, em casa.

Além desta questão, ainda estamos a tentar que a Becas não abuse da comida, por estar com algum peso a mais. Por isso, a ração só é colocada de manhã, e ao final do dia, se tiverem muito pouco ou nada nos comedouros.

Já li que este não é um bom método, uma vez que é preferível eles comerem várias vezes por dia, em pequenas quantidades. Mas seria mais difícil de gerir, e não estamos em casa o dia todo, para o fazer. Ainda assim, sei que não comem tudo de uma vez, vão petiscando ao longo do dia, mas mais quando estamos em casa, até porque querem companhia para comer!

 

 

 

Resultado de imagem para virbac salmão

Assim, feitas as contas, e não tem falhado muito, uma embalagem de 1,5kg dá para 12 dias. Se for de 3kg, para 24 dias.

Isto dá cerca de 125 gramas por dia que, divididas por duas gatas, dá 62,50 gramas de ração por dia, para cada uma. Aqui, não é algo certo, uma vez que nos parece que a Becas talvez coma mais do que a Amora.

 

 

 

E a pergunta que se segue é: estão a comer a quantidade recomendável?

 

Ao pesquisar, as opiniões dividem-se, porque depende muito do tipo e qualidade de ração.

Na embalagem da ração que usamos, são estas as doses recomendadas e, como tal, ambas estão, mesmo assim, a comer mais que o recomendado:

 

Sem Título3.jpg

 

Num outro site, vi que, por norma, um gato adulto ativo e saudável geralmente consome de 15 a 20 gramas de alimento, por cada quilo de seu peso corporal. E, por aqui, está mais ou menos dentro dos parâmetros.

 

Já vendo nesta tabela, que não é universal, também não foge muito aos valores recomendados, já que a Becas está com mais de 5kg, e a Amora, pelos 4kg.

  • Se pesa 2kg: 25-40 gramas de ração
  • Se pesa 3kg: 35-50 gramas de ração
  • Se pesa 5kg: 40-60 gramas de ração
  • Se pesa 6kg: 55-85 gramas de ração
  • Se pesa 7kg: 60-90 gramas de ração
  • Se pesa 8kg: 70-100 gramas de ração
  • Se pesa 9kg: 75-110 gramas de ração
  • Se pesa 10kg: 80-120 gramas de ração

 

Claro que, para ter uma noção mais correcta, o ideal é falar com o médico veterinário, que analisará as características particulares do gato em questão, e as suas necessidades.

 

 

 

Nota: no nosso caso, falo exclusivamente de ração seca, já que é a única que comem.

Os senhorios não podem proibir animais de estimação nas casas arrendadas mas...

Imagem relacionada

 

 

...por vezes, isso só é válido na teoria.

Na prática, nem sempre é cumprido.

 

Há muitas formas de os senhorios contornarem a lei seja, simplesmente, não celebrando o contrato ou, já havendo contrato em vigor, quando puderem, não o renovando.

E há ainda os que, apesar da lei, continuam a colocar essa cláusula de proibição nos contratos. Confiando que os inquilinos, necessitados de um local para viver, aceitarão essa condição sem reclamar, e sem levar o caso a tribunal. 

No caso dos cães, há ainda os que tentam "tapar o sol com a peneira", permitindo a sua presença no exterior, mas proibindo-a no interior da habitação.

 

E, apesar de já haver decisões judiciais condenatórias em alguns dos casos denunciados e levados à justiça, a regra, infelizmente, continua a ser a resignação, a aceitação da proibição, o silêncio e inacção, a procura de alternativas.

O valor dos gatos

ditos.jpg

Gostar de gatos não é para todos, aliás há estudos, que dizem que as pessoas que gostam de gatos, são pessoas inteligentes, porque é muito mais fácil gostar de cães, pois eles demonstram logo obediência.

 

Conquistar um gato requer alguma sapiência, trabalho, dedicação, entendimento, caraterísticas de alguém um intelecto acima da média.

  • Blogs Portugal