Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Nárnia e Vénus

Exitem dois felinos bem conhecidos da internet com carteristicas que os tronam únicos. São eles Nárnia e Vénus, ambos com dupla face. Nárnia é macho e Venus é fémea.

duascaras.jpg

Diz-se que têm quimerismo, pois os dois felinos têm a cara dividida ao meio, metade preta e a outra metade de outra cor. No caso de Vênus ainda acontece outro fenômeno, a heterocromia completa, onde cada olho tem a uma cor diferente.

Vénus vive na Carolina do Norte ( EUA). Seus tutores são Christina e Chris.

A gata ficou muito famosa depois da sua dona colocar várias fotos da bichana no Facebook e no Instagram. O sucesso foi tão grande, que uma empresa de brinquedos decidiu criar um peluche (réplica) de Vénus, para que os seguidores do mundo inteiro pudessem ter um exemplar desta gatinha tão especial.

venus4[1].jpg

Seu tutor diz que ela é um docinho, e nem sequer arranha a mobília.

Ela vive num condomínio e divide a casa com dois gatos e dois cães da raça shibainu. Todos eles vieram de abrigos de animais.

venusfamily.jpg

Nárnia (da raça british shorthair) é um gato francês que nasceu em Paris, mas vive na Grã-Bretanha com sua tutora, Stephanie Jiminez. Desde a sua chegada, roubou o coração de todos com sua beleza. Sua dona, fez testes que revelaram que ele não é uma quimera. Facto ainda mais incomum.

72b1d8c294bfa9b6735e9f3037182e59[1].jpg

Ele também tem lindos olhos azuis, o que é muito raro num gato preto. Normalmente, olhos azuis são frequentemente encontrados em gatos brancos.

Nárnia foi pai e conseguiu gerar com sucesso dois filhotes adoráveis, um cinza e um preto. Emprestou seus genes peculiares a seus dois filhos, Phoenix de cabelos grisalhos e Prada de cabelos pretos.

Gatinho-com-rosto-dividido-758x429[1].jpg

Felina constipada

SquarePic_20200821_18035737.jpg

SquarePic_20200821_15153632.jpg

Todos os dias coloco um pouco do antibiótico (Clavamox) no patê, mas pouco ou nada, ela toma, pois é muito esquisita e topa logo que o sabor está diferente. A Panterinha é também muito arisca, por isso não é nada fácil tratar dela. Está tão constipada, o narizinho dela está assim...

Gatos - guardas da casa

thumbnail_Gatos guardas da casa.jpg

 

Já dizia o velho ditado “tens medo, compra um cão”!

E, de facto, quem quer proteger a sua casa e os seus bens tem, por norma, um cão como “guarda”.

Mas, serão os cães os únicos animais a agir como bons “guardas”, até mesmo na proteção dos seus donos?

Cada vez mais assistimos a diversos casos em que outras espécies reagiram ao perigo, defendendo os donos e, até, arriscando a própria vida, para os proteger, incluindo, os gatos.

 

Em termos místicos, existe a crença de que ter um gato em casa afasta os maus espíritos.

Alguns testes científicos, realizados em laboratórios de parapsicologia, mostraram que os animais, nomeadamente os gatos, podem possuir habilidades paranormais.

Acredita-se que, quando um gato fica estranho e assustado sem motivo aparente, ou fica a observar as paredes e nós olhamos para a mesma direção e não conseguimos ver nada, pode significar que há uma presença espiritual naquele local.

Pois eu estou como diz aquela expressão "Yo no creo en brujas, pero que las hay, las hay"!

A verdade é que costumavam acontecer coisas estranhas e difíceis de explicar lá por casa, e desde que temos gatos, isso parou. Mistério...

 

Mas, mais do que uma questão espiritual, a verdade é que as nossas gatas estão sempre muito atentas, e em alerta, quando sentem que algo não está bem.

E, se alguma delas se levanta de repente e fica com cara de poucos amigos a olhar, fixamente, para algum lado, já ficamos de pé atrás.

Se ouvem um barulho na rua, alguém a mexer na porta, levantam-se logo, de onde estiverem, e vão ver o que se passa.

Por outro lado, quando voltam para junto de nós, sabemos que está tudo bem e não há perigo, ficando descansados.

 

Mas como, também os gatos, têm direito aos seus momentos de susto e medo, já aconteceu esconderem-se as duas debaixo da cama, e deixarem-me entregue à minha sorte. Medricas!

Ainda assim, não tenho dúvidas de que, se algum de nós, donos, corresse perigo, elas mostrariam as suas garras, para nos defender!

 

Artigo elaborado para a Miau Magazine de Agosto

Dia internacional do animal abandonado

diadoanimalabandonado.jpg

O Dia Internacional do Animal Abandonado é comemorado todos os anos no terceiro sábado de agosto desde 1992. Este ano calhou ao dia 15.

Esta data visa promover a adoção de animais e educar a que nunca se abandone. Focarmos na esterilização, no afeto, no bem cuidar.

«Neste dia realizam-se eventos, como a promoção da adoção de animais, nos centros das cidades portuguesas. Centenas de animais abandonados são transportados, pelos canis e associações, para locais públicos no intuito das pessoas se apaixonarem por um animal e o levarem para casa.»

Neste dia queria contar a historia de uma gatinha aqui do meu bairro. A sua dona mudou-se para outro bairro, levou os caninos, mas deixou cá a sua gatinha. Era habitual a bichinha estar sempre no quintal, mas era aquele o seu lar.

A gatinha, depois da saída da dona,  passava os dias em frente à porta.

abandonaecrime.jpg

(Imagem ilustrativa retirada da net)

Tinha de a ir lá chamar para lhe dar comida, se não, ela não comia. Aquele olhar triste, era desolador.

Depois começou a ir para a sombra de uns arbustos e ficava lá horas a fio. Ia lá lhe dar comida, mas se não fosse, ela não comia.

Comecei a estranhar ela não andar, estar apática e estar sempre no mesmo sitio. Percebi que estava a ficar doente. Constipada e deprimida.

SquarePic_20200815_12183772.jpg

Por isso é tão importante que se cuide e que não se abandone.

Coisas que a maioria dos os gatos não gostam

Andei a fazer uma pesquisa sobre o que os gatos, normalmente não gostam, para tentar não expor os meus a essas coisas.

Barulhos altos, tipo gritos, fogo de artificio, aspirador, trovoadas, causa-lhes  stresse.

Pessoas desconhecidas, causa-lhes medo, por isso se escondem.

Alteração na rotina, são animais metódicos, detestam mudanças.

Segura-los forçadamente ao colo, não gostam de se sentirem presos;

Cheiros fortes, como vinagre, cebola, gasolina, bebidas alcoólicas, entre outros.

Água , têm essa aversão, mesmo que sejam só umas gotas a cair em cima ou nas patas.

Balões, eles os confundem com um predador e sentem-se ameaçados

Que os olhemos fixamente, principalmente se forem pessoas estranhas, eles podem se sentir ameaçados, e, até podem atacar.

meu_gato_me_olha_muito_e_mia_22595_2_600[1].jpg

Gatos com comportamentos desagradáveis

Neste mundo extraordinário de ter dois gatos fofinhos, tudo parece lindo e maravilhoso, mas nem sempre é assim. Nem sempre tudo corre bem. Há situações que acontecem e que não são agradáveis. E já que  partilho as maravilhas de ter dois lindos gatos, hoje vou partilhar algo que nada tem de maravilhoso.

Podia estar a falar de um problema de saúde, mas nem é bem isso. É sobre o Riscas. Ele já teve a mania, de para chamar a atenção se atirar ás minhas pernas, com a chegada de outro felino, o Rafael esse comportamento, quase desapareceu. Agora, o problema é  outro, mas também  comportamental. Digo isto porque foi a conclusão que a veterinária chegou. O Riscas tem a mania, se assim lhe posso chamar, de se manifestar quando algo não o agrada, ou quando há alguma mudança quer na rotina, quer noutra mudança qualquer.

Aqui há uns tempos, mudei a marca da areia, ele não deve ter gostado e fez o seu xixizinho fora da caixa. Pode ter sido essa mudança ou pode ter sido o facto de termos algumas vezes, pessoas, para ele , estranhas em casa, ainda que de visita. Voltei à areia habitual, nunca mais me atrevi a mudar. Ele nunca mais, durante largos meses voltou a manifestar-se. Achei ótimo e julguei que nunca mais voltaria a fazer tal coisa.

No entanto, durante a pandemia, houve dois elementos da família que estiveram sempre em casa com eles. Passados cerca de 4 meses, um dos elementos voltou ao trabalho. Ele notou a ausência e ...zás xixi fora da caixa. Nós julgamos que só pode ter sido esse o motivo, porque a veterinária disse que este comportamento está relacionado com mudanças, porque os  gatos não gostam de alterações na rotina.

É algo muito chato, o cheiro é horrível. Os objectos e sítios que escolhe, ficam, muitas vezes, difíceis de limpar. Mochilas, sapatos e outros objectos vão para o lixo!

Não posso fazer nada, a não ser esperar que lhe passe!

transferir.jpeg

Chegou a Miau Magazine de Agosto

Sem Título.jpg

 

No passado dia 8 celebrou-se o Dia Mundial do Gato e, para assinalar a data, saiu também a nova edição da revista Miau Magazine.

Agora em formato exclusivamente digital, com mais e melhores conteúdos para os seus leitores, entrevistas, notícias, dicas, curiosidades e, claro, um artigo do Clube de Gatos do Sapo!

 

Pág. 1/2