Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Gatinhos de imitação

Alguém disse: “Os gatos observam e imitam as ações e os padrões dos donos"!

É verdade, por experiência própria. Eles deitam-se à mesma hora que nós, também acordam à mesma hora. Quando começo a por a mesa para jantar, um dos meus gatos começa a andar atrás de mim e a pedir comida. O outro só observa, mas também está no espaço!

Quando ao serão vamos para o sofá ver um pouco de televisão, eles também nos acompanham!

Até quando estou no computador,  querem vir para o colo, e esfregam-se no teclado, não sei se para terem atenção ou se para ajudarem na tarefa!

Quando fazemos alguma coisa que não seja habitual, ficam os dois logo alterados e desorientados.

gato-carinho[1].jpg

Novo filme sobre o gato Bob

Como membro deste clube, quem me conhece já sabe o quanto sou fã do saudoso gato Bob, por isso fiquei emocionada ao saber que este natal, haverá novo filme, com o nome " Um presente do Bob". Gostaria imenso de ver o filme, já li o livro!

christmas_gift_from_bob[2].jpg

Sequência de Natal do filme 'Um Gato de Rua Chamado Bob'.
James reflete sobre os tempos difíceis que passou junto com Bob, nos Natais frios e solitários que viveram, e como Bob lhe mostrou que o verdadeiro espírito do Natal está para além da febre consumista que os rodeia nessa época.

Elenco de Um Presente Do Bob

Mais uma gata famosa que se foi

Tinha apresentando aqui ao clube a Gli, a gata que fez de Hagia Sophia a sua casa e se tornou um dos maiores ícones da Turquia. O animal 'guardava' as instalações e era o cartão de boas vindas para muitos visitantes da basílica que foi reconvertida em mesquita este verão.

Dezasseis anos depois de ter vindo ao mundo, Gli não resistiu e morreu numa clínica veterinária da capital turca, onde recebia tratamentos desde 24 de setembro.

Glicat.jpg

A gata acarinhada por todos os visitantes recebeu mesmo figuras máximas da política internacional. O ex-presidente dos EUA, Barack Obama, foi um dos visitantes que não conseguiu ignorar o felino e chegou mesmo a acariciar Gli perante as câmaras, aquando da sua visita à Turquia em 2009.

Gli contava com mais de 130 mil seguidores no Instagram e era acarinhada por milhões de turistas.

De certo que naquele pais e naquele lugar jamais será esquecida. Mais um felino que estará no céu dos gatos!

Noticia partilhada no Correio da Manhã, a 12 de Novembro de 2020.

superstições

sexta-feira 13 é tido como dia de azar, não faltam superstições, cada pessoa tem, ou não, a sua.

em jovem, tinha algumas superstições, e a do gato preto que se atravessava à minha frente, era uma delas.

com o passar do tempo, percebi que não tinha sentido, deixei de pensar nisso,embora ainda bata na madeira  quando é preciso 

então,na sexta-feira passada, dia 13, fui passear pela praia, tive um dia sereno e muito agradável.

estava a almoçar na esplanada de um dos restaurantes da praia, quando vejo um gato,aliás uma gata, segundo a dona do restaurante, que se encostava ora às pernas da mesa, ora às minhas pernas, miava, queria comida.

a princípio não lhe dei atenção, mas ela encostava-se de mais, fui "falando" com ela.

a dona do restaurante veio cá fora, pediu desculpa, pegou nela. contou-me que a gata não é sua mas que andava por ali quando tinha clientes, e  porque estes davam-lhe comida.

a gata está muito bem tratada, pelo que percebi, tem dono.

ao lado da esplanada tinha um campo, a senhora pô-la do lado de lá do muro.

nem um minuto passsou, estava a senhora a falar do gato que tem em casa, aparece-me de novo a gata mas do lado  oposto ao muro, onde eu estava, e não tem mais nada, salta para o meu colo e deixasse ficar.

fiz umas festinhas, depois pu-la no chão.

era tão meiga!

apetecia-me trazê-la para casa! mas a minha gata passava-se!

tomara que a Kat fosse tão meiga quanto esta gata preta.

sexta-feira passada, dia 13, tive uma gata preta no meu colo e o dia correu-me muito bem.

supertições já eram!  e há muito tempo.

IMG_20201113_150454.jpg

21951077_D9c5J.jpeg

no meu instagram está o vídeo em que falo com ela

 

Em 2021 vamos poder deduzir 50% das despesas veterinárias no IRS

Através da pagina de Facebook da  TVI24 tive conhecimento de uma proposta de alteração ao Orçamento do Estado para 2021, apresentada pelo partido PAN, onde as famílias vão poder abater 50% do IVA das despesas veterinárias, no IRS, incluindo medicação,  que até agora era apenas de 15%.

Fiquei agradada com a noticia pela iniciativa do PAN. No entanto fiquei indignada com a quantidade de comentários negativos, de ódio, comparações, e mensagens sem nexo por parte de muitas pessoas.

As pessoas têm uma tendência para fazer logo comparações  com os velhinhos que são postos nos lares e que ninguém se importa, quando tal situação é da responsabilidade dos filhos, familiares, dos próprios lares, e quem está de fora não pode agir, como se se tratasse de simples animais.

Comparam com as crianças que são mal tratadas nas instituições ou pela família, como se pudéssemos ir a uma instituição retirar uma criança e levar para casa, como vamos á rua ou a um abrigo e levamos  um animal para casa, a responsabilidade de uma criança envolve muito mais seriedade, existe uma lei, ou não deram por isso!? Quem tem esta opinião nem de uma planta deve saber cuidar!  Enfim comparações sem nexo.

Como podem colocar no mesmo patamar, velhinhos, crianças e animais e depois dizerem que as pessoas se preocupam mais com os animais do que com as pessoas, quando são essas mesmas pessoas que fazem essa distinção e não percebem as diferenças!?

Eu li cada comentário. Claro que felizmente há liberdade de expressão, mas isso, não quer dizer, que se pode dizer todo o tipo de barbaridades. Muitas pessoas comentam sem ler a noticia, a noticia apenas refere uma maior dedução no IRS. Ninguém está a tratar, melhor ou dar mais importância aos animais do que ás pessoas, apenas estão a dar uma pequena ajuda nas despesas do veterinário, porque quem tem animais e os estima, tem essas despesas, que não são baratas.

Li, entre muitos disparates, um comentário sarcástico, em que uma senhora dizia que ia vender os filhos no OLX e que ia antes arranjar um cão ou um gato, já que tinha mais facilidades! Isto é pura ignorância, pura estupidez!

Claro que também existem aquelas pessoas que têm os animais para os servir, e enquanto são bebés fofinhos e saudáveis,    quando ficam velhinhos ou  doentes é para deixar morrer ou abandonar por ai num canto qualquer, claro que para essas pessoas este "bónus" não tem fundamento!

imagJPG569.jpg

A limpeza do WC dos meus gatos

SquarePic_20201110_16114256.jpg

Depois de colocar a areia limpa (sanicat clumping), todos os dias, e duas vezes por dia, vou com uma  própria retirar os cocós e os xixis. Como a areia é aglomerante, é um processo fácil!

Ao fim mais ou menos de uma semana, retiro toda a areia para o lixo, lavo o tabuleiro de baixo com detergente anti-bacteriano. A parte de cima limpo com uma  toalhita WC.

Deixo na varanda por um tempo a secar. Também mudo o filtro todos os anos.

SquarePic_20200519_17132581.jpg

Depois de tudo, os interessados na limpeza testam se ficou tudo bem limpinho!

transferir.jpeg

Um fogareiro que serve de cama e abrigo!

IMG_20201106_075858.jpg

 

06.40 da manhã

Hora marcada para nos levantarmos, e ouvir a ET lá fora à porta, a miar. Quer casa. Quer mimos. Quer comida.

Ultimamente, descobriu uma nova espécie de cama e abrigo ali à porta: o fogareiro.

Em dias em que não esteja vento, ou que não esteja do lado do norte, como temos um telheiro pequeno à entrada, não chega ali a chuva.

E como tem uns cartões lá em cima, deve ser confortável para ela.

Ainda hoje de manhã, com chuva forte e o tempo ainda escuro, lá estava ela deitada. E por ali ficou, até eu sair, e lhe colocar comida no prato.

Entre as pernas do fogareiro tenho uma caixa de cartão no chão, onde costumo colocar o prato da ração, para abrigar do vento e não voar, mas a chuva acabou por molhar a comida, e teve que ir para o lixo.

Vim trabalhar, e ela ficou a comer no degrau onde, espero, a chuva não chegue.