Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Porque é que os donos deixam os seus gatos ir à rua?

Resultado de imagem para gatos na rua

 

Não vou aqui falar dos perigos, das doenças, dos acidentes e tudo aquilo que já foi debatido por diversas vezes mas que, para alguns donos, são apenas coisas sem importância e que não respeitam os verdadeiros instintos dos felinos, ou então atentam contra a sua natureza.

 

Mas pergunto-me porque é que, numa casa em que a família está fora de casa durante o dia, e só à noite pode aproveitar para estar na companhia dos seus bichanos, esses donos decidem que, durante o dia, os gatos ficam fechados em casa, sozinhos e, à noite, abrem-lhes a porta para irem dar a sua voltinha?

 

Porque é que, no único momento em que podem conviver, os deixam ir à sua vida, sozinhos mas, durante o dia, que passam sozinhos, ficam presos em casa?

 

E como é que arriscam a que os gatos não voltem a horas, e passem a noite na rua? 

 

Não compreendo...

2 comentários

  • Imagem de perfil

    marta-omeucanto 11.10.2019 10:37

    No teu caso, acaba por ter lógica. Durante o dia, em que estão sozinhos, andam na brincadeira, a apanhar sol, a fazer vida de gato
    Quando chegam a casa, lá estão à vossa espera, e aproveitam para estar todos juntos. O que não compreendo é o contrário. Se os gatos passam o dia todo sozinhos e, quando a família está em casa, soltam-nos e passam a noite sozinhos na rua, que sentido faz terem os ditos gatos?
    Concordo que os gatos não foram feitos para ficar fechados, mas o nosso receio do que lhes possa acontecer leva-nos a fazê-lo.
    Tive uma gata que ia todos os dias ao quintal e nunca saída dali (até um dia...). A seguinte, começou a "abusar" e já atravessava a estrada e fugia para longe chegando, inclusive, a passar 2 noites fora, sem sabermos dela. Agora, só levo as nossas à rua ao colo, ou então ficam por ali na entrada, connosco a tomar conta.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.