Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Quando o gato que come menos está mais gordo do que o que come mais

thumbnail_Gatos gordos x gatos magros.jpg

 

Tal como as pessoas têm formas físicas diferentes, por vezes, por razões genéticas e hereditárias, causadas por problemas específicos ou, simplesmente, alimentação e atividade física diferente, bem como os próprios metabolismos distintos, também os animais assim o são.

Há pessoas que comem de tudo e não engordam. E outras que, mal cometem um pequeno excesso, o sentem no peso.

Os gatos também funcionam um pouco assim, e isso não significa que seja um problema para eles.

Apesar de terem a mesma idade, as nossas gatas são muito diferentes fisicamente: uma, cresceu bastante e é enorme; a outra, continua pequena.

Só por este pormenor, já seria lógico que a maior, pesasse mais. Mas a verdade é que, nos primeiros tempos, ela também era uma grande comilona, e isso ajudou ao aumento de peso.

Por outro lado, estamos a falar de duas gatas com atividade física diferente.

A que mais cresceu, fê-lo, não só a nível de tamanho, mas de comportamento e, por isso, já não está sempre disponível para brincar, passando mais tempo deitada, e é preciso muitas vezes puxar por ela para a “obrigar” a correr, saltar, brincar.

Portanto, apesar de agora não comer tanto, também não se mexe tanto. Como não se mexe tanto, o exercício que faz, acaba por não a fazer comer tanto. Mas, o pouco que come, não gasta em energia.

A pequenina, de há uns meses para cá, come muito mais que a outra mas, se virmos bem, ela passa a vida a brincar, a exercitar-se, mesmo sozinha e, por isso, a brincadeira deve estimular-lhe o apetite, fazendo-a comer mais para, logo em seguida, ir queimar as calorias que consumiu a mais.

E é por isso que, apesar de comer mais e ser mais pequenina, tem um peso normal, enquanto a irmã, que come menos e é maior, está com algum excesso de peso, que ainda não é um problema, mas cuja tendência convém travar enquanto é nova.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.