Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Quando os senhorios não permitem que os inquilinos tenham animais dentro de casa

IMG_8241.JPG

 

Quando arrendei a nossa casa, não se colocou a questão porque, nessa altura, nem pensava em ter gatos. Já ia ter uma bebé, que me iria ocupar nos meses seguintes.

Uns anos mais tarde, quando adoptámos a Tica, ninguém nos disse nada. E porque diriam? Afinal, também os senhorios tinham dois gatos.

 

A mesma sorte não teve a nova inquilina.

Os senhorios arrendaram-lhe a casa nova, com a condição de que não queriam animais em casa. A que é que isso levou?

A que, agora, ande a gata na rua, entregue à sua sorte.

 

Para evitar problemas e ficar sem a casa, a gata foi levada para a garagem da mãe.

Mas a gata, pequenita ainda, habituada à dona e às suas filhas, foge da garagem e vem ter à porta da dona, onde fica a miar, à espera que lhe abram a porta, à espera de mimos, festinhas, atenção.

 

Na passada semana, até os filhotes da gata andavam por ali.

A gata é muito meiga. Não merecia ser separada daqueles com quem foi criada, e a quem estava habituada.

E tudo para quê?

Para não estragar nada lá em casa? Para não ficar com cheiro a gato?

 

Há tantos humanos a deixar as casas alugadas em tão mau estado, que quase nem se pode lá entrar que, ao pé deles, muitos animais são muito mais asseados e inofensivos.

3 comentários

Comentar post