Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Questão de uma seguidora do Clube

Resultado de imagem para ponto de interrogação

 

"Bom Dia,
Eu queria saber se me podem ajudar, eu tenho 5 gatos e eles sempre se deram bem, mas ultimamente o meu único gato macho começou a atacar uma das gatas mais pequenas, e eu não consigo perceber porque. O pior é que a gata agora anda sempre muito assustada e tem medo de andar pela casa. Porque ele anda sempre atrás dela para a atacar. Eu já não sei o que fazer. Podem ajudar-me?
Obrigada"

 

O ideal é expôr a situação ao médico veterinário, para saber a opinião de um profissional.

A gata está esterilizada? O gato está castrado? 

Terá a gata feito alguma coisa que levasse o gato a atacar?

Foi só essa mudança de comportamento que notou no gato?

O gato ataca mesmo com intenção de magoar, ou apenas não sabe brincar?

 

Só tenho duas gatas criadas, desde pequenas, juntas. Ainda assim, se na maior parte do tempo dão-se bem, trocam mimos, dormem juntas e brincam pela casa, há momentos em que uma delas ataca a outra, e temos que lá ir separar as duas, para não haver mortos e feridos.

No caso delas, pensamos que a explicação é esta: por um lado, a Becas, que ataca, foi tirada da mãe cedo demais (foi-nos dada com pouco mais de um mês) e não aprendeu a usar os dentes, nem os limites, que era algo que a sua mae lhe iria ensinar e, por isso, mesmo que a intenção seja brincar, ou responder à provocação da amiga, não mede a força, nem sabe parar. Por outro lado, a Amora, que sofre o ataque, é mias vulnerável e, ao desequilibrar-se, fica com a barriga exposta e já não consegue levantar-se nem defender-se até porque, devido a um problema que tem, nem sequer tem dentes para ripostar.

 

 

 

 

  • Blogs Portugal

  • 4 comentários

    Comentar post