Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Regresso a um passado aparentemente esquecido

ruagatuna.jpg

Na minha rua sempre houve gatos, e os habitantes, na sua maioria sempre os protegeram, dando comida, e até tratando das suas maleitas. Este grupinho da imagem são dos mais novos, e é uma alegria ficar a vê-los brincar e correr da minha janela.

 

Já aqui falei de vários, até já dei nome a alguns. O Alone e a Naná, são os que mais me procuram. São mansos e dóceis, roçam-se nas minhas pernas, deixam fazer festinhas, são uma doçura. O Alone então, todos os dias vem ter comigo, e mais que uma vez por dia. Este conhece as minhas rotinas, melhor que eu.

 

Mas estou triste por saber, que andam a colocar veneno na comida deles. Aqui há uns trinta anos atrás, eu era uma miúda que vivia numa aldeia. Lá as pessoas tinham animais de criação, e os gatos muitas vezes, no seu instinto de caçadores, iam ás capoeiras onde havia galinhas e   pintainhos e não os tratavam bem... Nessa época os donos dos animais de criação colocam armadilhas e venenos para afastarem gatos e cães. Num desses dias vi o meu gato morrer à minha frente a espumar pela boca, foi a minha mãe que me disse que tinha sido envenenado. Nesse dia eu chorei tanto, que os vizinhos vieram a minha casa ver o que se passava.

 

Julguei que estas atitudes, já faziam parte do passado, da mentalidade tacanha de algumas pessoas e do meio rural em que vivíamos. Nunca pensei que pudesse acontecer algo semelhante num meio urbano, e em pleno século XXI. Que mal fazem estas criaturinhas? A quem elas incomodam?

 

Mas não se esqueçam que esta atitude agora é crime, há multas, há julgamentos (nem que sejam da população). Basta haver provas e isso também se pode arranjar!

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Anabela 02.06.2018 14:57

    Já pensei em pedir ajuda a uma associação, até podiam só proteger e deixá-los por cá, porque eles são felizes por cá, vejo-os a brincar, a correr, a interagir com os humanos, que lhes dão comida e mimos.
    Só que eles estão a multiplicar-se e se calhar há quem se incomode com isso. Além destes se estarem a multiplicar, há dias um vizinho viu um carro a parar cá nesta rua e deixar três gatinhos...
    Enfim
  • Imagem de perfil

    Sofia 02.06.2018 16:38

    Pois, sabs que os gatos se reproduzem á velocidade da luz e a situção está a ficar fora do controle! Há pessoas que são más em vez de ajudar, querem matá-los...
    Isso ainda é mais triste!
  • Imagem de perfil

    Anabela 02.06.2018 21:25

    Cheguei a pensar em pedir apoio à junta freguesia ou à câmara para se esterilizar os gatos, mas há quem diga que depois os levam e os mandam abater...
    Enfim
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.