Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Coisas que a maioria dos os gatos não gostam

Andei a fazer uma pesquisa sobre o que os gatos, normalmente não gostam, para tentar não expor os meus a essas coisas.

Barulhos altos, tipo gritos, fogo de artificio, aspirador, trovoadas, causa-lhes  stresse.

Pessoas desconhecidas, causa-lhes medo, por isso se escondem.

Alteração na rotina, são animais metódicos, detestam mudanças.

Segura-los forçadamente ao colo, não gostam de se sentirem presos;

Cheiros fortes, como vinagre, cebola, gasolina, bebidas alcoólicas, entre outros.

Água , têm essa aversão, mesmo que sejam só umas gotas a cair em cima ou nas patas.

Balões, eles os confundem com um predador e sentem-se ameaçados

Que os olhemos fixamente, principalmente se forem pessoas estranhas, eles podem se sentir ameaçados, e, até podem atacar.

meu_gato_me_olha_muito_e_mia_22595_2_600[1].jpg

A água e os gatos

de_que_depende_a_ingestao_de_agua_22144_0_600.jpg

Já por diversas vezes me questionei sobre a quantidade de água que deveria dar aos meus gatos e como saber e controlar quando se tem dois ou mais.

Quando um dos meus felinos  teve uma segunda infeção urinária, a veterinária sugeriu que poderia ser falta de água, já que a alimentação era adequada.

Encontrei um site que dizia que um gato adulto de 5 quilos deveria beber 250 ml de água por dia. Parece ser muito. O Rafael não bebe essa quantidade. O Riscas já o vejo mais vezes a beber. Também não tenho como confirmar, mas é quase certo, que não bebem essa quantidade.

Também li que há formas de os fazer beber mais água, uma delas é ter uma fonte daquelas para gatos, e/ou espalhar recipientes pela casa.

A fonte por causa dos fios, não seria bom para eles. Eles têm a mania de morder fios...

E por aí também se preocupam com a quantidade de água que os vossos gatos bebem ou deveriam beber!?

 

Como separar dois gatos em guerra

Resultado de imagem para luta de gatos

 

 

É caso para dizer que "Em briga de gatos não se mete a mão!".

Nem o pé, nem qualquer outra parte do corpo.

Eles estão assanhados, bravos, focados no rival, e qualquer intervenção mal feita pode resultar mal para o nosso lado. Os níveis de stress e adrenalina encontram-se no máximo, e eles ficam ainda mais nervosos, direccionando o ataque contra nós.

 

 

Já não é a primeira vez que assisto a luta de gatos na minha rua ou mesmo no meu quintal, entre os gatos dos vizinhos.

E em algumas delas, sou mesmo obrigada a intervir.

Quando eles estão apenas parados, a "discutir" verbalmente um com o outro, a situação não será muito grave. O pior é quando passam à agressão física.

 

 

Hoje de manhã estava o Branquinho e o Tareco a discutir no meu quintal.

Tentei a táctica da aproximação, que por vezes basta para que vá cada um para seu lado, mas nem me ligaram nenhuma.

Fui a casa buscar o saco da ração, para ver se a gula do Branquinho levava a melhor, mas olhou para mim com aquele focinho de "A sério? Estou no meio de uma discussão, e tu queres que eu coma?".

Deixei-os estar. Tinha que me despachar e não podia estar ali de volta deles. Ia vigiando da janela do quarto, enquanto fazia a cama. 

Até que a coisa evolui para a agressão física, os dois engalfinhados um no outro, pelo branco a voar por todos os lados, e o Braquinho com a pata no outro, à espera para dar o golpe final.

A Chica ouviu os rapazes, e veio ver o que se passava.

E eu, fui ter com eles, munida com água para os borrifar e refrescar os ânimos.

Remédio santo!

 

 

O Branquinho, só de me ver com a água, parece ter saído do transe em que se encontrava, mas não se livrou de levar com umas pingas. Gosto muito dele, mas tenho que ser justa: é ele que vem provocar o outro, que está no seu território, e o vê invadido por um estranho brigão. 

Já o Tareco, aproveitou a distracção do Branquinho para fugir!

 

 

Li agora que também os podemos tentar afastar com uma vassoura. Para a próxima ainda experimento.

Mas nunca, em momento algum, se deve bater nos gatos. Nem mesmo naquele que inicia ou provoca o outro porque, afinal, é apenas o instinto deles a falar mais alto e a manifestar-se.

 

 

 

Quando têm sede, onde vão os gatos de rua beber água?

Imagem relacionada

 

 

Já muito se falou, aqui no Clube, sobre a forma como a maioria dos gatos de rua se vão alimentando, quer através de pessoas que vão deixando comida ou através dos animais que vão caçando por aí.

 

 

Mas, e quando têm sede?

Onde é que eles vão procurar água, quando ninguém lhes deixa também o que beber?

 

 

As hipóteses são maiores nos dias em que chove, já que podem aproveitar a água que se vai acumulando nas poças, como os que vi ainda há pouco, a beber de uma enorme poça de água suja e cheia de lama. Ou bebr água das valetas.

Também ainda devido à chuva, há gatos que aproveitam a água que fica acumulada ao de cima, nos vasos que as pessoas têm na rua, ou que foi caindo para dentro de baldes, ou outros recipientes, que existam por aí ao seu alcance.

Também já vi gatos a beberem água naqueles tanques antigos onde se lavava a roupa.

Não será a mais própria para consumo, suja, cheia de lixo, com vermes, por vezes com mau cheiro e acumulada há dias. Mas é o que há. É o que encontram, e a sede fala mais alto que tudo o resto.

 

 

O pior é quando o tempo está seco, e a água desses sítios se evapora. Onde conseguirão eles ir buscar água? 

Com sorte, em noites húmidas e madrugadas de orvalho, aproveitam para lamber as folhs das plantas que encontram. Mas não será, certamente, o suficiente.

É por isso que, sempre que alimento gatos de rua, para além da ração, tento colocar sempre um recipiente com água para eles.

Posso não conseguir impedir que vão a outros lados e bebam a água que lhes aparece à frente, mas posso evitar que isso seja algo a que têm que recorrer por não haver nenhuma outra solução, correndo o risco de nem uma gota de água encontrarem. 

 

Do trio, é o único que não é esquisito

São muitos os felinos que aqui andam no bairro. Mas além do Alone e da Naná, há o Oreo Ribatejano. Este Oreo, para mim é o boss cá do sitio, quando ele chega, todos se afastam do prato e ele rouba a comida  e desfruta dela sozinho.

 

O Alone e a Naná só comem paté, mas o Oreo não é esquisito, ele come o que lhe aparecer. Há aqui um recanto onde costumo deixar ração e água, fica à sombra, e a gataria do bairro vai lá comer e beber (noto que comem mais do que bebem - a água está sempre lá). Hoje o Oreo viu-me a ir colocar comida e água, seguiu-me, e assim que viu a ração devorou-a de uma maneira...parecia que estava esganado de fome.

 

Pelo menos este não é esquisito, e assim se comer ração, já não rouba o paté ao Alone, que está magrinho...

OreoRibatejano.jpg

lugarfresco.jpg

Nestes dias de calor...

IMG_4187.JPG

...forneçam água aos gatos (e cães) que encontrem pelas ruas.

Porque também eles sofrem com o calor, e não têm ninguém que cuide deles.

 

IMG_4188.JPG

Esta gatinha faz parte de uma colónia não sinalizada, em Mafra. Não nos conseguimos aproximar de nenhum dos gatos, são desconfiados. Normalmente estão do lado de dentro do portão, mas esta ontem estava do lado de fora, perto da estrada, e fiquei com receio por ela. 

É uma tricolor linda, com uns olhos verdes mesmo bonitos!

Fui a casa buscar água e comida para deixar lá para eles. Não se aproximaram enquanto estivemos lá.
Hoje, quando passei, vi que tinham comido praticamente tudo, e não tinham água. Espero que alguém passe por lá durante a manhã e reponha, pelo menos, a água.

Mais tarde, irei lá novamente. É o mínimo que podemos fazer.

O verão também é para os gatos!

 
 
O verão é para nós, donos, que aproveitamos os dias de sol e calor para as merecidas férias, mas também para os nossos animais de estimação!
Este verão, as nossas bichanas completam os 6 meses e é chegado o momento da esterilização. Isso significa que temos de começar a pensar na nova alimentação, especialmente concebida para gatos nessa condição.

 

A  ração para gatos criadores especial esterilizado de frango poderá ser uma das opções, uma vez que mantém a vitalidade e controla o peso, proporcionando uma receita saborosa à base de frango e arroz, com 33% de carne fresca de frango. 

Esta ração contribui para uma pele saudável e um pelo brilhante, e para a protecção do seu sistema digestivo, graças ao efeito bifidus.

 

 
 
 
 
 
Comprada a ração, porque não utilizar um prático comedouro dispensador technical pet
Para além de garantir comida suficiente, que no nosso caso tem que ser a dobrar, consegue-se perceber a quantidade de comida que ainda contém, uma vez que é transparente, e é fácil de encher e desmontar.
 
 
 

Abastecidas de comida, há algo que é fundamental e que nunca lhes pode faltar em qualquer altura do dia, principalmente nestes dias de maior calor, como os que temos tido este mês - água! 

Nós costumamos usar umas tacinhas para a água mas, muitas vezes, quando vamos ver, ou têm lixo, ou ração lá dentro, ou já não têm água porque, na brincadeira, a entornaram!

E obriga-nos a encher várias vezes ao dia. Se estivermos em casa porque, se calhar numa altura em que estamos fora, ficam sem água.

Com estes bebedouros dispensadores technical pet conseguimos garantir água limpa por várias horas.

Tanto os comedouros, como os bebedouros têm uma base antiderrapante, para evitar deslocamento ou queda, e são fáceis de desmontar e limpar.

 

 
Ora, o que é que os gatos normalmente fazem, depois de comer e beber?
Para além de dormir e brincar, claro?
As suas necessidades. E, durante o verão e os dias quentes, os cheiros ficam ainda mais intensos.
 
Por isso, porque não experimentar a areia de silica technical pet, que neutraliza rapidamente os odores, tendo ainda um grande poder de absorção, a vantagem de não soltar pó, e uma maior durabilidade - cerca de 30 dias de areia limpa?
 
 
Com comida na barriguinha, a sede satisfeita e a casa de banho limpa, os nosso felinos têm todas as condições para tirar proveito do melhor que o verão lhes pode proporcionar! 

 

 
 

Já viram algum gato gostar de água?!

 

 

Pois a nossa Becas adora água!

E não, não me refiro a beber água.

É mesmo de estar dentro de água, no meio da água, a levar com água!

De há uns tempos para cá apanhou a mania de saltar para dentro da banheira. Anda lá de um lado para o outro, ou à roda a tentar a panhar a cauda. Nestes momentos, a banheira está vazia.

Mas, mesmo com água lá dentro, ela não se coibe, e salta para dentro da banheira na mesma. No outro dia tive que chamar o meu marido para a tirar. Ontem, estava a tomar banho e ela, que observava a água a cair do chuveiro em cima do cesto da roupa, lembrou-se de saltar lá para dentro. E lá tive eu que voltar a colocá-la no cesto, e a interromper o banho duas ou três vezes.

Já com o meu marido, tomou mesmo banho, porque ele não tinha ninguém em casa que tirasse de lá a gata!

E se estivermos a pôr água no bidé, ela vai logo a correr, ou para pôr as patas debaixo da torneira, e depois lamber e aproveitar para se lavar, ou põe mesmo dentro do bidé!

E na cozinha? Estava a ver que a gata se enfiava dentro do lava loiças com a água suja e cheia de detergente :)

Tive que lavar a loiça e travá-la ao mesmo tempo!

 

Só não coloco aqui nenhuma foto dela porque, como devem calcular, é difícil ter logo ali a máquina a jeito quando ela se lembra destas avarias, e as mãos estão ocupadas a tentar que ela não fique ensopada!