Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Porque acontece tantas vezes gatos perdidos no aeroporto!?

Não sei se é porque agora estou mais atenta, ou se é porque acontece demasiadas vezes, gatos desaparecerem das transportadoras, nos aeroportos!

Será que o problema é da qualidade das transportadoras? Será que é da companhia de aviação? Será dos funcionários e do serviço? Falta de cuidado? Irresponsabilidade!? Pouco caso, porque acham que é só um animal?

Alguma coisa é! E é urgente que se resolva, caso contrário quem vai confiar o seu animal de estimação, aos serviços do aeroporto!?

Noticia no Correio da Manhã:

«Ayhuasca, gata com 6 anos, deveria ter chegado a Ponta Delgada no dia 1, mas ao destino só chegou a caixa de transporte.

Pedro Medeiros, dono do animal, estava de regresso à ilha de São Miguel, nos Açores, de onde é natural, depois de vários anos a viver em Lisboa.

Apanhou um voo numa companhia de baixo custo, mas que não fazia transporte de animais, e por isso decidiu enviar a gata num voo da SATA. Já apresentou várias reclamações, sem qualquer resposta esclarecedora. Agora, ameaça com greve de fome.

"Vou até às últimas instâncias", garante Pedro, que pretende fazer buscas no aeroporto de Lisboa, onde crê que a gata esteja perdida.»

img_900x508$2019_08_04_23_24_53_874696[1].jpg

Sei que a notícia já chegou ao PAN, que já tomou medidas através da distrital de Lisboa, em defesa dos animais e dos seus tutores.

 

Mais um gato perdido no aeroporto cont

Gato que esteve 15 dias perdido no aeroporto de Lisboa foi hoje resgatado

Jackie tinha desaparecido no dia 22 de dezembro

 

gato aeroporto.jpg

 

O gato que tinha desaparecido no passado dia 22 de dezembro no aeroporto de Lisboa foi resgatado esta manhã.

De acordo com o Correio da Manhã, que cita o grupo do Facebook Gatos Urbanos, Jackie estava escondido debaixo de um contentor, de onde foi retirado sem egurança um dia depois de ter sido localizado.

Jackie estava no aeroporto para viajar com a sua dona para o Funchal. Quando esta aterrou na Madeira, viu que a transportadora estava vazia.

Desde esse dia que os funcionários têm tentado localizar o animal. Acabou por ser encontrado por um trabalhador de uma empresa que opera no aeroporto.

O grupo Gatos Urbanos divulgou uma fotografia de Jackie, que parece estar de boa saúde.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais um gato perdido num aeroporto português

Este ano, já é a segunda vez que ouço uma  notícia do desaparecimento de um gato num aeroporto. A primeira foi em julho, no aeroporto Sá Carneiro, quando um gatinho se perdeu ao ser tirado da transportadora. Felizmente esse teve um final feliz .

 

Agora, foi no aeroporto de Lisboa. Jackie, terá fugido da transportadora enquanto aguardava pelo voo com destino à Madeira. Segundo a dona o gato tem chip e está castrado.

jackie.jpg

Até já foi resgatado um gato lá, mas não era o Jackie. Será que esse gato também estava perdido?

 

Coitadinho do bichano. Deve estar tão assustado. Será que é normal que estas situações aconteçam? Será que não têm os devidos cuidados? Espero nunca precisar de levar os meus felinos de avião.

 

5a3e5a41911a0[1].jpg

Vi hoje a noticia no jornal das 8 da TVI. Até à altura, ainda não tinha aparecido, e já se tinham passado cinco dias.

 

Espero que a brigada que está a tentar encontrar o Jackie tenha sucesso, e ele volte para junto da sua família!

Situações que não deixam ninguém indiferente

Por vezes encontramos tantas coisas nas redes sociais, que nem reparamos bem nos pormenores. Ainda ontem vi no telemóvel a história de uma cadelinha que alguém espetou uma foice, vi a imagem através do telemóvel, mas até pensei que era montagem, de tão absurdo que me pareceu, como é que alguém é capaz de tal maldade!? Mas hoje deu na televisão toda a história, que é verdadeira, e que, felizmente teve um final feliz, graças ao senhor que a encontrou, a uma associação,  e à veterinária que a salvou!.

 

Outra história que me despertou a atenção, aconteceu ontem no Aeroporto Sa Carneiro, onde dois gatos iam para Bruxelas com os donos que emigraram para irem trabalhar.

twocats.jpg

Eu não sabia que era um procedimento habitual, pois nunca andei de avião com um gato, mas na zona de entrega de bagagens  foi pedido que tirassem os gatos para passar a transportadora no radio X. E para a natureza dos gatos, este ambiente de barulhos   é terrível, os gatos entraram em pânico e fugiram. Um de nome Gizmo foi recuperado pelos próprios donos, o outro de nome Cookie, fugiu para uma zona técnica e restrita , para tecto falso com tubagens de ar condicionado. Os donos tiveram de embarcar só com um dos gatos, que são irmãos e têm dois anos. Provavelmente se os donos soubessem teriam levado trelas, gatos,  não são como os cães.

 

No aeroporto estão os pais em  contacto com a administração para o resgate do animal.

 

Imaginem a situação. Estes donos, uns jovens, vão para longe, mas não deixaram os seus melhores para trás, era suposto tudo correr bem e não terem de passar por isto. O segundo gatinho continua desaparecido.

 

Esta situação deixou-me em alerta. Espero que o gatinho apareça e que o vão entregar aos donos e ao irmão. Tadinho deve de estar tão desesperado.

 

Atualização a 03/07/2017 21h:

«O meu Cookie vem a caminho, para junto da sua família, que o ama... 
Estou profundamente emocionada e eternamente grata por todo o apoio que recebemos...
Agradeço com todo o coração à Gatos Urbanos, à SAR Team, à MIACIS, à Berta, à Filipa e ao Gustavo, todos os aconselhamentos, a rapidez com que assumiram a minha causa como sua, o carinho e consolo que me foram dando ao longo destes dias que pareceram anos...Vocês serão sempre os nossos heróis...(...)»

      a dona  Maria Inês Teixeira Ferrão