Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Que acompanhamento é feito aos gatos das colónias por parte das associações?

Resultado de imagem para colónias de gatos

 

A propósito de uma publicação anterior, da petição para permitir alimentar os animais de rua, surgiu um comentário, que defendia um projeto que visasse, não só a alimentação, como também a desparasitação, vacinação, e controlo da reprodução.

De certa forma, concordo. 

Existe a preocupação prioritária com o controlo da reprodução e superpopulação de gatos mas, depois, tudo o resto é, de certa forma, ignorado.

A ideia que fica é que os gatos podem andar pelas ruas doentes, com forme, cheios de parasitas que lhes fazem mal, mas desde que não procriem, já está tudo bem.

 

 

Neste momento, existem duas situações distintas:

- gatos de rua que pertencem ou são agrupados em colónias, em que eventualmente existe intervenção das associações no âmbito do projecto CED (captura/ esterilização/ devolução), e em que existem, muitas vezes, os chamados "cuidadores"

- gatos de rua solitários, que não se inserem em colónias, e que são, eventualmente, alimentados e/ou cuidados pelos moradores ou outros particulares 

 

 

No caso dos gatos das colónias que foram objecto da intervenção do projecto CED, que acompanhamento é feito, posteriormente, a estes gatos, por parte das associações/ entidades competentes?

Deixo aqui várias questões, que ficam a aguardar resposta, de quem saiba ou esteja em condições de esclarecer:

 

Geral/ Alimentação

- As associações que intervêm nas colónias com o CED, após o procedimento habitual, deixam de acompanhar as colónias, ficando os animais entregues a si mesmos?

- Depois de uma colónia ser sinalizada e intervencionada, as associações ficam encarregadas da alimentação destes animais? Ou contam com o apoio dos cuidadores para essa função? E as que não têm cuidadores?

 

Saúde

- É normal as associações fazerem visitas regulares às colónias, para observar o estado geral dos gatos e detectar possíveis problemas de saúde?

- Podem as associações, em caso de problemas de saúde, levá-los ao veterinário e tratar o problema em causa? É um procedimento habitual? Ou não existe verba para tal?

- Relativamente à vacinação, não faria sentido apostar na mesma, no âmbito do projecto CED, já que iria prevenir eventuais doenças que podem acometer estes animais de rua, mais expostos a vírus, bactérias e afins?

- Uma vez que a vacinação é feita por fases, seria uma opção viável e fácil de concretizar, ou uma tarefa difícil, sobretudo naqueles animais mais silvestres, que não se deixam apanhar, implicando capturas constantes dos gatos, sempre que fosse necessário vacinar? Como controlariam as associações as várias colónias, e respectivos gatos, quanto à vacinação, datas da mesma, reforços?

- Mais complicado ainda, penso eu, será a desparasitação (interna e externa). Como seria possível às associações/ cuidadores, sobretudo nos casos de gatos silvestres, fazer e controlar a desparasitação regularmente?

 

 

E os gatos que andam por aí solitários, e que só contam com a boa vontade de quem os queira ajudar?

Que apoios existem para eles, e para essas pessoas que os queiram ajudar?

Podia chamar-se "a rua dos miaus felizes"

E depois vinham os se's:

  • Se todos os vizinhos os protegerem e alimentarem
  • Se tiverem apoio de uma associação e/ou câmara
  • Se ninguém lhes fizer mal
  • Se puderem ser esterilizados e desparasitados
  • Se puderem ser cuidados quando estiverem doentes

ruadosmiausfelizes.jpg

Ter esta vista da minha janela, ver este grupinho a brincar, a correr, a darem-se bem, transmite-nos tranquilidade! Eles têm comida, água, carinho (os que deixam), atenção e até abrigo por cá! Pode parecer egoísmo da minha parte, mas eu gostava de os continuar a ver por aqui. Sei lá se os vierem buscar, para onde os levam, e para que fim!? Claro que tudo dependia de quem os levasse, mas...

 

Antes estas questões passavam-me ao lado. Podia lá imaginar que havia abates!? Pensava que os levavam para um lugar melhor. Mas como já aqui falaram esses abates estão a acabar.

 

Deste grupinho há uma fêmea que me parece estar de barriguinha. Isso é que não é, nada bom...

siamesa.jpg

 

E o vencedor do passatempo é...

Resultado de imagem para óscar gato

 

...de acordo com o resultado gerado pelo sistema Random:

  

Sem Título 2.jpg 

1- Maria Araújo - Tarecos das Alcarias
2 - Jenny de Ree - Tico & Teco
3 - Salomé Painçal -Tico & Teco
4 - Maria Alves - Projecto Amor Animal
5 - Ana Costa - Tico & Teco
6 - Elisa Pinheiro - Tico & Teco
7 - Marta Malveiro - AAAAMoita
8 - Maria da Graça - Tico & Teco
9 - Sónia Castro - Agir pelos Animais
10 - Fernanda Almeida - Agir pelos Animais
11 - Dinora Cunha - AAAAMoita
12 - Francisco Cunha - Projecto Amor Animal
13 - Fátima Gomes - Projecto Amor Animal
14 - Cristina Filipe - Agir pelos Animais
15 - Andy Bloig - Projecto Amor Animal
16 - Mário Fonseca - Projecto Amor Animal
17 - Ana Mendes - Projecto Amor Animal
18 - Carla Simões - Projecto Amor Animal
19 - Cláudia Gonçalves - Projecto Amor Animal
20 - Ilídia Pinheiro - Projecto Amor Animal
21 - Paulo Pinto - Projecto Amor Animal 
22 - Isabel Monteiro - Tico & Teco 
23 - Cláudia Alves - Projecto Amor Animal 
24 - Anabela Neves - Tico & Teco 
25 - Teresa Ricardo - Agir Pelos Animais 
26 - Conceição Luz - AAAAMoita 
27 - Isabel Godinho - Tarecos das Alcarias 
28 - Nelia Brito - Tarecos das Alcarias 
29 - Márcio Santos - Projecto Amor Animal 
30 - Cláudia Amieiro - AAAAMoita

31 - Paula Joaquim - Projecto Amor Animal 

32 - Kelly Sousa - Projecto Amor Animal 
33 - Diana Santos - Projecto Amor Animal
34 - Carolina Garção - Projecto Amor Animal 

35 - Carolina Leite - Projecto Amor Animal 
36 - Eunice Silva - Projecto Amor Animal 
37 - Sofia Moura - Tarecos das Alcarias 
38 - Elina Torres - Projecto Amor Animal 
39 - Sónia Pinhal - AAAAMoita

40 - Cristina Silva - AAAAMoita

 

Muitos parabéns, Cláudia! O Clube de Gatos irá entrar em contacto consigo para lhe enviar o livro "Óscar", esperando que lhe dê muito prazer ler o mesmo! 

 

  

E no que respeita à associação mais votada:

 

Tarecos das Alcarias - 4 votos

Tico & Teco - 7 votos

Projecto Amor Animal - 19 votos - vencedora

AAAAMoita - 6 votos

Agir pelos Animais - 4 votos

 

 

A Associação Projecto Amor Animal recebe o valor de 21 euros, sendo 17 euros o valor angariado através dos membros, e os 4 euros resultantes das 40 participações recebidas! 

 

Às restantes associações será doado o valor angariado pelo Clube de Gatos do Sapo, através dos membros Anabela, Joana, Maria, Teresa, Ana, Sofia e Marta, correspondente a 17 euros para cada uma.

 

Muitos parabéns, e um Feliz Natal para todos!

 

Vamos lá participar, para uma associação ajudar e um livro ganhar!

Foto de Clube de Gatos do Sapo.

 

Passatempo de Natal Clube de Gatos - participações até ao momento:

1- Maria Araújo - Tarecos das Alcarias

2 - Jenny de Ree - Tico & Teco

3 - Salomé Painçal -Tico & Teco

4 - Maria Alves - Projecto Amor Animal

5 - Ana Costa - Tico & Teco

6 - Elisa Pinheiro - Tico & Teco

7 - Marta Malveiro - AAAAMoita

8 - Maria da Graça - Tico & Teco

9 - Sónia Castro - Agir pelos Animais

10 - Fernanda Almeida - Agir pelos Animais

11 - Dinora Cunha - AAAAMoita

12 - Francisco Cunha - Projecto Amor Animal

13 - Fátima Gomes - Projecto Amor Animal

14 - Cristina Filipe - Agir pelos Animais

15 - Andy Bloig - Projecto Amor Animal

16 - Mário Fonseca - Projecto Amor Animal

17 - Ana Mendes - Projecto Amor Animal

18 - Carla Simões - Projecto Amor Animal

19 - Cláudia Gonçalves - Projecto Amor Animal

20 - Ilídia Pinheiro - Projecto Amor Animal

21 - Paulo Pinto - Projecto Amor Animal 

22 - Isabel Monteiro - Tico & Teco 

23 - Cláudia Alves - Projecto Amor Animal

24 - Anabela Neves - Tico & Teco

25 - Teresa Ricardo - Agir pelos Animais

 

E tenho uma participação da Sónia Pinhal, que não indicou a associação que queria ajudar.

 

Queremos muitas mais participações até porque, quanto mais forem, mais dinheiro ganhará a associação vencedora!

 

 

Resultado de imagem para gato oscar livro

E os participantes habilitam-se a ganhar este livro!

 

Do que estão à espera? 

Passatempo de Natal Clube de Gatos do Sapo

 

Passatempo de Natal do Clube de Gatos do Sapo

Resultado de imagem para livro sobre o gato oscar

 

Foram várias as iniciativas em que pensámos, para assinalar esta quadra natalícia, mas nem todas se revelaram possíveis de concretizar.

Decidimos, então, criar este passatempo solidário!

 

Assim, convidamos todos os seguidores a participarem nesta iniciativa do Clube de Gatos, que consiste, unicamente, em indicarem, nos comentários, o vosso nome, forma de contacto (poderão enviar esta informação de forma privada, para o email - clubedegatosdosapo@sapo.pt), e a associação, de entre as 5 que propomos, que gostariam que o Clube ajudasse.

Tão simples como isso!

 

Têm até ao dia 20 para se inscreverem e, ao mesmo tempo, votarem na vossa associação preferida. A cada participação será atribuído um número. O sorteio será realizado no dia 21, através do sistema Random (https://www.random.org/), e o número sorteado receberá o livro "Óscar".

 

Por cada participação recebida, o Clube de Gatos oferecerá, também, € 0,10 à associação que, no final do passatempo, tiver mais votos.

 

O vencedor do passatempo, será nessa altura contactado para nos indicar os dados de envio, e a associação, para efectuarmos a respectiva transferência.

 

 

Associações participantes:

Tico & Teco

Projecto Amor Animal

Agir pelos Animais

AAAAMoita

Tarecos das Alcarias

 

Sobre o livro "Óscar":

Um gato com um dom extraordinário, uma história real que correu mundo. Quando Óscar começou a viver no lar Steere House, em Rhode Island, ninguém lhe prestou especial atenção. Era um gato como os outros, gostava de sol, de uma boa soneca à janela, de se espreguiçar demoradamente. Não era muito simpático, pelo contrário, fugia de mimos e companhia. Mas nem sempre. Quando um dos residentes piorava, o gato começava a visitá-lo com mais frequência. Até ao dia em que suavemente subia para a cama dele, enroscava-se, e dali já não saía. Era o início da vigília, era um sinal do fim. Naqueles momentos Óscar parecia outro; criava uma ponte, abria os corações ao inevitável adeus. E depois, tão silenciosamente como tinha entrado, retirava-se de cena.

 

Comecem já a participar! E boa sorte a todos!

 

 

 

Quer ser parceiro do Clube de Gatos do Sapo?

Foto de Clube de Gatos do Sapo.

 

O Clube de Gatos do Sapo é um blog sobre gatos que pretende, através da sua vertente solidária, ajudar diversas associações de protecção animal.

O Clube tem contado com o apoio dos respectivos membros, mas ambiciona chegar mais longe e, para isso, está à procura de parceiros que queiram embarcar nesta aventura conjunta.

 

É escritor e quer doar um livro? 
É músico e quer oferecer um CD?
Tem uma loja e quer doar alguns produtos?
Faz artesanato e quer oferecer uma peça?

 

Tudo isto e muito mais será bem vindo!

Nós agradecemos, e as associações que vierem a beneficiar das iniciativas também!

 

Contactem-nos através do facebook https://www.facebook.com/clubedegatosdosapo/

ou email clubedegatosdosapo@gmail.com

 

Qual será, afinal, o objectivo das associações?

Resultado de imagem para associações

 

Pergunto-me eu, que motivos levarão determinadas pessoas a formar uma associação de protecção animal?

E mais, se estarão cientes do que isso implica? Do tempo que é preciso dispender, das despesas que uma associação acarreta? 

De que aquilo que se propõem fazer é, no fundo, trabalho voluntário em prol do bem estar dos animais, tentar ajudar os que mais precisam, muitas vezes salvando vidas, tentar encontrar famílias que os acolham, seja de forma temporária ou definitiva, lutar contra o abandono, sobrepopulação e maus tratos, dentro das suas possibilidades?

 

Pergunto-me se, quando decidem seguir em frente com esse projecto, sabem que não podem estar, exclusivamente, dependentes da ajuda e boa vontade de terceiros, e que todas as acções que levarem a cabo serão, em última análise, da sua inteira responsabilidade?

 

 

É certo que muitas associações, felizmente, podem contar com diversos apoios, quer de entidades locais, quer de particulares apoiantes da causa, e isso vai ajudando a seguir em frente com a missão.

Mas ninguém obrigou estas pessoas a meterem-se nisso. Ninguém as obrigou a ir para as ruas salvar animais, e gastar rios de dinheiro em clínicas veterinárias! Ninguém se comprometeu com elas, e falhou. 

E, por vezes, pedem-nos responsabilidades e "obrigações" que, sendo um bocadinho de todos nós enquanto membros da comunidade/cidadãos, não nos podem ser incutidas da forma como o querem fazer.

 

É isto que me irrita!

Então eu agora ando a alimentar gatinhos de uma colónia, para além dos gatos da minha rua (e até os que têm dono). Todas as semanas compro comida para lhes dar, porque quero, porque assumi esse compromisso e responsabilidade. 

Se pensar em avançar com a esterilização de algum, sei que tenho que ser eu a desenbolsar esse dinheiro. Mesmo que contacte uma associação, é algo que não lhes posso exigir que paguem por mim. Pelo que só o farei se conseguir pagar. 

E, se por acaso, depois de tudo isto, até aparecerem adoptantes para os bichanos, eu vou mandar-lhes à cara que, em virtude de ter gasto não sei quanto dinheiro em ração e água, em esterilizações e/ou vacinações e outras despesas, o mínimo que podem fazer (assim mesmo, com arrogância) é contribuirem financeiramente para pagar tudo o que gastei com o animal que agora levam, para que eu possa ajudar outros animais?

 

Mas eu fiz isto porque quis, ou à espera de recompensa?

 

Por vezes, as pessoas até podem ter toda a razão do mundo mas, a forma que utilizam para justificar os seus pontos de vista, e a forma como dizem as coisas, fá-las perder essa razão. E a credibilidade. E a ajuda que precisavam. 

 

A questão é: as associações, na sua missão de fazer o melhor pelos animais, sem quaisquer outras ajudas de quem de direito, estão dependentes de si mesmas, e das pessoas que vão contribuindo, quer financeiramente, quer através de bens, acolhimento temporário, voluntariado nas instalações ou em campanhas, etc.

É normal que, quem se dirige a uma destas associações e até decide adoptar um animal, tenha consciência, apoie e comprove o trabalho que as mesmas desenvolvem, e por tudo isso queira contribuir, fazendo-se sócio ou dando outro tipo de ajuda, como atrás referi.

Mas daí a sentir-se na obrigação de, só pelo simples facto de que a associação teve uma imensa despesa em cuidar, tratar e alimentar aquele animal, algo que fez por sua livre vontade, isso não!

O facto de se adoptar um animal já significa que, tudo o que a associação gastava com ele, poderá ir para outro que precise. Já deveria ser gratificação suficiente. Mas, ainda assim, poderiam sempre sugerir o eventual apoio, pedir sem exigir.

Só lhes fica mal.

Cats and Co - websérie felina

Sem Título.jpg

 

“Adote Felicidade” é uma campanha, lançada pela Royal Canin, com o intuito de alertar para a problemática do abandono de gatos adultos em Portugal.

 

A campanha consiste numa websérie – Cats and Co – de quatro capítulos, em que gatos de diferentes associações protetoras de animais se converteram em novos companheiros de trabalho, dos funcionários de uma empresa pitoresca.

Apesar de serem tão diferentes, todos têm algo em comum: o amor pelos vários gatos que passeiam à vontade pelo escritório.

No último ano, tem-se verificado que o número de gatos abandonados não tem sofrido um crescimento em relação aos anos anteriores. Além disso, o número de adoções tem revelado um aumento, contudo apura-se mais em gatos recém-nascidos e menores de um ano. O número de gatos adultos nas associações protetoras de animais é cada vez mais elevado.

“Adote Felicidade” surge para ajudar estes e outros gatos a encontrar um lar, sendo que todos os gatos que aparecem na minissérie estão para adoção nas associações protetoras APAN e AdVAM Montcada (ambas espanholas).

Para mais informações sobre a campanha consultem a página oficial e acompanhem as novidades no Facebook e Instagram da Royal Canin.

 

Porque não uma iniciativa destas também em Portugal?

Eu não me importava nada de ter um companheiro felino por aqui, a trabalhar comigo!

A nossa "Viagem ao Mundo dos Gatos"

Resultado de imagem para viagem ao mundo dos gatos

 

Já passou por Loures, Lisboa, Mafra e Coimbra.

Poderá ainda vir a passar por Santarém, Moita e Arruda dos Vinhos.

 

Já conseguiu doar às associações:

 

Projecto Amor Animal

Tico & Teco

Adoromimos

Agir Pelos Animais

 

O valor global de cerca de €. 380 euros.

 

Já foram vendidos 50 livros e vários marcadores, e a "Viagem ao Mundo dos Gatos" anda por aí nas mãos de todos aqueles que ajudaram a causa animal!

 

Vamos continuar com a nossa missão, ajudando novos projectos e associações, até onde pudermos ir!

 

 

O silêncio, das associações!

 

Hoje, trago um tema algo melindroso, mas já queria falar a algum tempo e que no sábado, passado a filha de umas das senhoras, que gentilmente comprou o nosso livro, comentou comigo!

" As associações, fecham-se demais" e quem perde, são os animais, na minha opinião!

 

É algo, que já passei como adoptante e agora, passo como membro do Clube de Gatos do Sapo, a falta de resposta das associações!

 

Há, três anos atrás quando decidi adoptar um gatinho, enviei emails para várias associações, para perguntar sobre determinado gato, queria fazer uma adopção consciente, no qual queria saber se tinha condições e como ando de transportes, não queria chegar e vir a saber que o animal, já tinha sido adoptado.

 

O que aconteceu é que durante, um mês não obtive qualquer resposta ou passado semanas responder que tinha sido adoptado, até que encontrei o Projecto Amor Animal e foi um correr de emails, passados uns dias tinha a minha Fénix!

 

Como, membro do Clube já enviei emails, a várias associações no sentido de divulgar no Cantinho da Adopção, os gatinhos que estão á espera de encontrar a sua casinha, só uma me respondeu a perguntar qual era o nosso objectivo e que estou aguardar que me enviem, as fotos e uma pequena discrição dos gatinhos!

Espero, sinceramente que o façam...

Um dos nossos membros, já enviou vários emails, com a sua disponibilidade para voluntariado e até hoje, está sem resposta!

 

As associações, não têm mãos a medir, estão sempre lotadas, eu sei que estão, porque já fui voluntária, numa delas, a pedir contribuições, porque infelizmente, quem se dedica a salvar animais , precisa dinheiro para o fazer, mas o seu silêncio perante quem quer genuinamente quer ajudar e adoptar, faz as pessoas desistirem e algumas, já tiveram mesmo más experiências, que foi o caso da senhora da Loja e como consequência, os animais que já poderiam ter uma casinha, continuam no abrigo!

 

E ainda, mais grave quando um grupo de pessoas se junta para tentar ajudar, como é o caso do nosso Clube, ao tentarmos vender o nosso livro, para angariar dinheiro, para as associações,as pessoas que abordamos olham-nos, com  desconfiança e muitas não querem ajudar.

 

Por, isso peço ás associações que se dêem mais a conhecer, respondam ás pessoas, ajudem-nos ajudar-vos!

Deixo-vos, com a história da minha Fénix, que escrevi para o Projecto Amor Animal, após uns meses!

 

IMG_20170529_205123.jpg

 

"Em Dezembro de 2014 decidi adoptar um gatinho ou gatinha, desde logo soube que teria que ser preto, pois são os mais discriminados ficando esquecidos nos gatis, sinceramente não percebo porque são lindos...Parecem umas mini panteras! :)

Comecei a pesquisar e pedir informações nos sites das associações mais conhecidas, como ando de transportes não é fácil deslocar e queria saber antes se gatinho estava já adoptado, se tinha necessidades especificas que eu pudesse comportar, fazer uma adopção consciente!

Qual o meu espanto com tanto apelo a adopção de animais abandonados, peço 1, 2, 3 e nem sequer 1 resposta venho mais tarde a saber no mesmo site que foram adoptados, ou noutros casos a resposta tarda,eu sei que têm muito trabalho e é difícil a gestão, mas nem uma resposta?! 
Numa ao fim de 1 mês lá responderam que tinha sido adoptada, foi aí que decidi tentar o olx e pedi então informação de uma gatinha, no qual me respondem passado pouco tempo do Projecto Amor Animal que eu não conhecia e foi uma troca de emails seguidos, a gatinha em questão já tinha sido adoptada, mas tinham 1 muito assustada e outra muito meiga, sabendo que a assustada seria mais difícil de adoptar, decidi logo que havia de conquista-la com todo o amor e carinho!:)

A Inês Magalhães foi a voluntária que tratou da adopção e foi uma querida me trouxe a gatinha a casa visto o abrigo ser na Margem Sul, hoje passado 8 meses a Fénix está linda e feliz como podem ver na foto!"


  • Blogs Portugal