Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Quando é que o meu gato me ataca?

quandoatacaele.jpg

A propósito dos ataques que o Riscas me faz, resolvi pesquisar sobre o assunto. Isto porque no espaço de dois ou três dias, recebi um ataque nas costas enquanto estava sentada numa cadeira ao computador, outro nas pernas enquanto andava pela casa, e creio que evitei um no braço enquanto estava sentada no sofá.

 

Ele só me ataca a mim cá em casa, não sei porque sou sempre a escolha dele. E ele tem noção que faz mal, porque esconde-se logo a seguir. Eu quero apanhá-lo para o castigar e não consigo, mete-se em locais difíceis. Porque há quem diga que é a querer brincar comigo, mas eu não acredito.

 

Da pesquisa tomei conhecimento, que não sou a única nem o Riscas é o único gato a ter este comportamento, e :

Aconselham a que o castigue colocando-o eu própria numa divisão da casa fechado isolado por 30 a 45 minutos, para que ele ligue a "má" acção com o castigo imposto por quem "atacou".

Ter sempre um borrifador á mão, e mandar-lhe com água quando me ataca

Depois, num testemunho, alguém disse ” O meu primeiro gato tinha esse comportamento, simplesmente era imprevisível. Melhorou só quando juntei um novo gato à minha casa. Tornaram-se companheiros inseparáveis, e a sua atitude para mim modificou-se completamente. Mas cada caso é um caso.”

 

O Riscas não é sempre um rebelde, também é meigo e doce, amigo, companheiro, e se me vê triste tenta consolar-me, é verdade que o faz… Mas eu não consigo confiar nele, por vezes ele faz-me um olhar doce, mas fico sempre na dúvida do que vem a seguir…

ricasangelical.jpg

 

Um gatinho doce, mas louco

Já por algumas falei na possibilidade de o Riscas ser bipolar, mas não conhecia a história do gato  Bradley, que veio no correio da manhã na parte "insólitos"! Contudo,  não acredito que o Riscas seja assim! Ainda hoje esteve tão meiguinho...

Mas vejam a notícia que transcrevi do jornal, datado do dia 16 (há 2 dias).

Bradley.jpg

«Por trás do ar doce, um gatinho amarelo escondia um verdadeiro louco. Bradley, assim se chama o animal que vive no Reino Unido, teve de ser realojado depois de ter atirado com a dona para o hospital e causado danos no valor de centenas de euros na casa onde vivia. Na verdade, o gato escondia uma ‘dupla personalidade’, que o levava a ser agressivo, e foi agora colocado numa quinta onde tem mais espaço para dar largas à sua loucura.»