Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Gatos que se tornaram estrelas duas vezes

Estrelas uma vez, porque são famosos e conhecidos mundialmente, e estrelas duas vezes, porque agora estão no céu dos gatos.

THE GRAMPY CAT

Culture-Grumpy-Cat-487386121-2[1].jpg

Grumpy Cat, a "rabugenta" felina que virou sensação na internet por parecer estar constantemente de cara zangada, morreu aos 7 anos, a 14 de maio de 2019. O seu verdadeiro nome era Tardar Sauce.

LIL BUB

lilbut.jpg

Lil Bub tornou-se num dos gatos mais famosos da Internet em 2012, quando tinha um ano de idade. A felina nasceu com uma condição rara de nanismo, o que fez com que ficasse do tamanho de um bebé toda a vida. Viveu 8 anos. Faleceu no dia 1 de dezembro de 2019.

 

BOB

bobcat.jpg

O gato que mudou a vida de um sem-abrigo e “do mundo inteiro”, morreu aos 14 anos a 15 de junho de 2020.

Gato de pelo amarelo/laranja e cachecol.  A ligação entre o Bob e James Bowen inspirou vários livros e filmes.

Todos eles serão inesquecíveis e já são  historia. Todos eles foram importantes para seus donos, para os que com eles puderem conviver e para o mundo, pelos seus testemunhos, coragem, valentia, exemplo!

 

O novo lar do Bob e do James é maravilhoso

Sou seguidora do gato Bob do James, li os três livros, vi o filme. Conheço a história dos seus encontros e desencontros, das suas aventuras e cumplicidades.

 

Fiquei tão feliz quando agora publicaram a nova casa deles. Tem aquilo que eu idealizo como a casa perfeita para um gato. Uma vivenda com um exterior bem vedado, vigiado e seguro. Reparem até onde vai a vedação. Não sei se ainda é assim, mas o Bob não gostava de ir à caixa da areia, gostava de ir aos arbustos, se ainda for assim, espaço não lhe falta!

 

Que continuem a ser companheiros e felizes. Que continuem a inspirar muita gente com a vossa  linda história.

 

casadobob001.jpg

casadoBob002.jpg

BobandJames.jpg

casadoBob003.jpg

Já vi o filme do James e do Bob

filme.jpg

Finalmente consegui ver o filme, em casa, já que cá em Portugal não chegou ao cinema.  Eu já tinha lido os livros e estava na espectativa de ver tudo aquilo que eu tinha lido e imaginado transformado em filme. Como ver os locais, ver as partes deles  no autocarro com o Bob á janela, as cantigas nas ruas, a venderem a revista. Gostei. Gostei muito, emocionou-me, parece que a história ainda ficou mais real, mais autêntica.

 

Notável,  o  poder, a energia, a sensibilidade que  um gato pode ter, para salvar e mudar a vida de um pobre homem, e ao mesmo tempo a sorte que o próprio gato teve na pessoa que escolheu. O James era uma pessoa de bons princípios, que estava em "apuros" , a precisar de uma mão amiga, aliás, de uma pata amiga. Agora entendo bem o significado, quando diziam que eles eram almas gémeas, estavam mesmo destinados um ao outro.

 

O actor que interpretou James, esteve muito bem, não foi de certo um papel fácil. Pelo que soube, o gato Bob foi interpretado, pelo próprio. Não sei que truques usaram, mas o Bob esteve muito bem. Mas, o  que será que ele pensou? Será que sabia que estava a representar? Será que estranhou andar nas costas de outro? Será que o verdadeiro James esteve sempre a seu lado a orientá-lo!? Seja como for, resultou muito bem. E com certeza que não ficou confuso...

 

Só tive pena quando acabou, nem me dei conta do tempo a passar. Queria que continuasse...

James e Bob

BobandJames.jpg

Sou uma fã e admiradora do gato Bob e da sua bela história com o seu dono, o James.

 

Foi com grande emoção que li os seus dois primeiros livros, ainda me falta ler o terceiro.

 

Cheguei a estar a ler o livro em sítios públicos e a ficar de lágrimas nos olhos.

 

Estas duas almas salvaram-se uma à outra. O gato precisava de cuidados e o James levou-o ao veterinário, o James precisava de um motivo para largar certos vícios e o Bob foi o motivo.

 

O gato, é muito mais que um gato comum alaranjado, este gato anda na rua no ombro do seu dono, e não tem medo de barulhos nem se assusta como é comum nos gatos.

 

Houve até um episódio em que o Bob detectou um assaltante e protegeu o seu dono.

 

Se um dia o James e o Bob vierem a Portugal promover o seu livro, eu gostava muito, mas mesmo muito, de os conhecer pessoalmente e de fazer umas festinhas ao Bob! Sonhar ainda não paga imposto.

 

Agora que soube que esta história vai dar em filme, mal posso esperar para assistir.

 

Deixo a Sinopse do livro, se bem, que já devem conhecer…

«Quando James Bowen encontra um gato alaranjado no prédio onde vive, não faz ideia do quanto a sua vida irá mudar. Lutando por sobreviver como músico de rua na cidade de Londres, a última coisa de que precisa é um animal de estimação. No entanto, incapaz de resistir ao animal doente, acolhe-o em sua casa. Quando Bob recupera a saúde, James deixa-o à porta do prédio, imaginando que nunca mais o voltará a ver. Todavia, Bob tinha outros planos. Dentro de pouco tempo, os dois tornam-se inseparáveis e as muitas aventuras que irão viver transformarão para sempre as suas vidas, curando lentamente as cicatrizes do passado atribulado de ambos. Esta é a história de uma amizade improvável e de como um gato vadio irá ajudar um homem a recuperar a sua autoestima e dar-lhe uma nova esperança quando o resto do mundo lhe parecia ter fechado as portas.»