Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

A brincadeira que uma simples caixa pode proporcionar

IMG_8062.JPG

Amora: Oh Becas, escusas de disfarçar, que eu sei que estás aí dentro!

 

 

IMG_8063.JPG

Becas: O que é que queres, miúda?

Amora: Eu? Nada! Estou só aqui a descansar um bocadinho!

 

 

 

IMG_8064.JPG

Becas: Olha-me aquela outra, pensa que me engana! Ela queria era vir cá para dentro!

 

 

Nos últimos meses, tenho encomendado ração online e, quando vem, para além da ração, a própria caixa é um brinde adicional para elas, que ficam eufóricas, à espera que a coloque no chão para a atacarem.

Das primeiras vezes, tanto andavam lá dentro e a rebentavam do outro lado, que acabava por ficar espalmada.

Depois, descobriram que a caixa podia ser um óptimo arranhador, e é vê-las afiar as unhas, até a romperem e ficar um buraco no lugar!

E foi à volta dessa caixa esburacada, que decorreu a brincadeira ontem, que originou esta fotonovela!

Kat e a minha tralha

O telefone fixo avariou, comprei um novo.

A caixa anda aqui em cima da mesa desde sábado, tem as intruções dentro que vou lendo à medida que uso o telefone.

A Kat nunca ligou à caixa e às coisas que tenho em cima da mesa ( sou muito preguiçosa para arrumar papeis, sobretudo as faturas das compras que faço. À hora das refeições, arrumo-os, mas depois espalho-os de novo).

Há pouco, enquanto lia os e-mails, saltou para cima da mesa ( que eu não gosto) e pôs-se a brincar com a caixa do telefone, tentando meter a cabeça dentro dela.

Não conseguindo, decidiu mostrar a sua agilidade de felino estendendo o corpo nas costas da cadeira. Saltou para o chão e foi para o sofá, onde descansa.

Raramente consigo fotografar as brincadeiras dela, desconfiada que é quando me vê de máquina fotográfica pronta a disparar, mas desta vez, consegui.

cats.jpg

Caixa de primeiros socorros para gatos e cães

 

Conforme prometido, vou ao longo da semana, deixar aqui um bocadinho daquilo que aprendi no seminário de primeiros socorros a cães e gatos.

Apesar de este ser um blog dedicado aos felinos, vou abordar os vários temas no que respeita também aos cães.

 

 

 

Hoje o tema é a caixa de primeiros socorros, que todos devemos ter em casa ou em viagem, com aquilo que é essencial para tratar, numa primeira fase, os nossos animais.

A caixa, propriamente dita, deverá ser rígida, preferencialmente, de plástico.

Existem algumas caixas à venda com alguns produtos básicos, mas nada como equiparmos a nossa própria caixa, com tudo o que pode ser útil.

 

 

 

 

E o que aconselham a termos na nossa caixa de primeiros socorros é:

 

- compressas esterilizadas

- uma pinça normal, para o caso de ser preciso tirar algum parasita externo, erva ou algo semelhante

- uma tesoura de pontas redondas

- ligadura normal

- adesivo

- álcool para desinfectar os instrumentos e as nossas mãos

- soro fisiológico (para limpar os olhos/ feridas)

- luvas de látex descartáveis normais

- termómetro - que deve ser utilizado só para o(s) animal(ais)

- ligadura elástica e autoadesiva

- água oxigenada, betadine e clorexidina (os veterinários recomendam, em primeiro lugar, a clorexidina, seguida do betadine e, por último, a água oxigenada)

- nitrato de prata, utilizado para estancar, por exemplo, uma hemorragia provadada por um corte mal feito à unha do animal

- manta isotérmica, para manter a temperatura corporal do animal ferido - a manta térmica tem duas faces - dourada e prateada, com funções distintas: 

       * face prateada para cima - para arrefecer e manter fresco o corpo, em casos de hipertermia

       * face dourada para cima - para captar o calor e manter o corpo quente, proteger do frio e da humidade - utilizar em casos de hipotermia

 

- boletim de vacinas, até porque, por norma, costuma ter também o contacto do médico veterinário

 

Foram estes os items que a enfermeira escolheu. Quando questionada sobre a possibilidade de a caixa conter também outro tipo de medicação, foi respondido que existem certos tipos de medicamentos que devem ser exclusivamente administrados em meio hospitar, e nunca pelos donos dos animais.

Há ainda que ter em conta que nem todos os medicamentos utilizados nos humanos têm igual efeito ou servem para os animais.

 

E por aí, há mais alguma coisa que considerem que deve fazer parte desta caixa?