Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

A importância da água para os gatos de rua

É sempre importantes que os gatos de rua  tenham água, principalmente neste tempo quente de Verão. É uma preocupação que tenho, praticamente todos os dias, vou com um garrafão substituir a água deles e limpar o recipiente para que não fique com  lodo verde! Tenho vários recipientes espalhados aqui pelo local, a que chamo colónia!

Até os passarinhos lá vão beber água!

IMG_20210821_133851_BEAUTY.jpg

SquarePic_20210822_00140250.jpg

SquarePic_20210822_12210970.jpg

SquarePic_20210822_12213596.jpg

SquarePic_20210824_18252316.jpg

 

SquarePic_20210820_17402661.jpg

A Belinha já regressou à colónia

IMG_77551.JPG

 

A Bela foi uma das gatas da colónia de Santo André, capturadas pela associação, no âmbito do programa CED.

O processo teve início no dia 14 de junho.

Desde então, a associação apenas me enviou um email, na manhã seguinte, a informar quantos gatos tinham capturado, e a fazer mais algumas questões e recomendações.

 

 

Não sei se todas têm por hábito proceder desta forma, mas estranhei porque, apesar de dois emails e uma mensagem enviados para a responsável da associação, que esteve presente no processo, a solicitar informação sobre os bichanos, se tinha corrido tudo bem, e como estavam, não obtive, até hoje, qualquer resposta.

No sábado passado liguei, mas ninguém atendeu.

 

 

Como é óbvio, estava preocupada com os felinos, até porque os únicos que via por lá, eram dois que não tinham chegado a ser capturados naquele dia. Dos restantes, nem sinal.

E, segundo me tinham informado, o recobro não seria mais do que 72 horas.

No facebook da associação onde, volta e meia, colocam vídeos de outras colónias, com o processo de devolução, destes, nem sinal.

Não fazia a mínima ideia do que se estaria a passar com eles até que, hoje, me deparo com a Belinha!

 

 

 

IMG_77541.JPG

 

Ao que parece, já regressou à colónia e, por isso, depreendo que os outros também já lá estejam, embora ainda não os tenha visto.

Se repararem, já se nota na sua orelhita o corte, a sinalizar que está esterilizada.

Só lamento que as associações peçam a colaboração dos cuidadores, na hora de dar início ao processo, mas depois falhem na comunicação com os mesmos, até ao término.

Novo residente na colónia

IMG_7694.JPG

 

Nos últimos tempos, muitos gatos deixaram de ser vistos na colónia.

Eu comecei a notar quando, de um dia para o outro, a ração, que antes desaparecia no próprio dia e era preciso reforçar ao final da tarde, começou a ficar nas caixas por dois ou três dias.

Quem vive por ali também diz que não tem visto os bichanos, só um ou outro, de vez em quando.

Eu, vou vendo alguns, como a Beckie, a Flockita, a Bela, o Leão e o D. Juan, mas há muito deixei de ver as malhadinhas, o Pompom, a Oreo...

 

 

IMG_7696.JPG

 

No entanto, esta semana, deparei-me com um novo residente. Pelo menos, já o vi lá 3 dias seguidos.

Deve ser o mais pequenito e jovem, e é um panterinha assustadiço mas muito engraçado!

Quando queremos ajudar, e não temos como fazê-lo

IMG_7461.JPG

 

Na semana passada encontrei este gato na colónia.

Não sei se é novo, ou se é um dos bebés que, há uns meses, nasceram e andaram por lá, mas depois desapareceram.

 

 

 

 

Nenhuma descrição de foto disponível.

 

Quando o vi a primeira vez, andava de volta de uma caixa com comida. Apesar de ter outras caixas ao lado com mais ração, ele só estava concentrado naquela, a enviar o focinho lá dentro e tentar rapar a caixa.

Vi que estava todo encarcado da chuva, meio sujo, e pareceu-me até ferido, mas não me consegui aproximar muito para perceber, porque ele se enfiou debaixo do velho sofá.

 

 

 

 

IMG_7460.JPG

 

Hoje, na minha ida habitual à colónia para deixar ração e água, deparei-me com ele deitado na cadeira. Não fugiu, quando me aproximei. Ficou onde estava.

Está, claramente, doente. Parece até fraco, sem forças. Fui a casa e voltei a passar lá, e ele continuava no mesmo sítio. Tentei fazer-lhe uma festinha, mas começou a bufar. Deve ter medo, estar escaldado.

 

 

Ao contrário dos restantes gatos que por lá andam que, apesar das circunstâncias, aparentam estar saudáveis e felizes, este gato é o contraste total.

Nem todas as vidas de gato são boas, mas há vidas que deixam marcas e mazelas difíceis de recuperar...