Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Pardinho Escuro, volta! Fazes muita falta!

Isto de estar ligada a este grupo de gatos de rua, da colónia, é algo a que me dedico com todo o empenho.

Costumo dizer que é o meu segundo trabalho, que não sou paga em dinheiro, mas em estima, em afectos.

Um dia, gostaria de conseguir abrigos para os gatos, que pudessem ficar abertos, para serem eles a decidir que lá queriam dormir ou não, porque sendo silvestres e assilvestrados, não seriam, a maior parte deles, felizes, fechados em jaulas e habituados a apartamentos. Gostaria de poder salvar mais vidas, dar-lhes melhores condições. De os poder levar ao veterinário, sempre que precisassem. Podia me dedicar a esta causa a tempo inteiro! Mas faltam-me recursos. E há outra coisa: é-me difícil lidar com as perdas, com a frustração de não os conseguir ajudar a todos, com as doenças, com os maus tratos, com a falta de empatia das pessoas pelos animais! Animais estes, que no caso dos cães, salvam a vida dos humanos que os mal tratam e que não os estimam e respeitam!

Há um gato da colónia que a última vez que estive com ele foi no dia 7. Esteve constipado, mas depois de uns dias a tomar maxilase, tinha melhorado. Um bichano tão doce e querido, gostava de dar turrinhas de receber festinhas. Era meigo e manso. Tinha uns olhos verdes expressivos, lindos. Era muito grato. Corria ao meu encontro quando eu chegava!

Não sei dele. Nunca mais apareceu! Estou tão triste!

O que terá acontecido!? À medida que o tempo vai passado, vou perdendo a esperança, ele estava todos, mas todos os dias, pela colónia, à minha porta!

Pardinho Escuro, volta! Fazes muita falta!

328925222_1351846748932302_3581785485992389414_n.j

326208109_1239029926691715_8810463860421919859_n.j

285815595_159814359871392_5799589439443105185_n.jp

Há gatos de rua, que são muito difíceis de medicar

remediozinho.jpg

Como já aqui referi, sou uma das responsáveis da colónia do meu bairro. Levo este oficio, com muita dedicação, entrega, responsabilidade.

Mas uma das tarefas que me deixa triste, é não conseguir medicar um gato, que precise de medicação. Ainda há dias terminou a medicação de uma gatinha, a Bomboca, que não foi fácil, mas que o balanço foi positivo. Também estou a medicar o Panda e está a correr muito bem.

pandaantibiotico.jpg

O problema é o "Gordinho"! Chegou a rejeitar o pedaço do paté com o antibiótico, mas agora a tendência é fugir. Como ele tem por hábito ficar debaixo dos carros, já consegui que atirando para lá um pedaço de paté com o comprimido , ele o comesse, mas apenas aconteceu duas vezes.

Perco minutos, se não horas com este gato, insisto e persisto, mas começo a ficar mesmo cansada,  porque, apesar de toda a minha dedicação a eles, eu tenho um trabalho, uma casa, família, outras tarefas para fazer. Não me sobra tempo! Gosto muito dele, vejo que cada vez se baba mais e percebo que o medicamento é mesmo necessário, mas que gato tão desconfiado e teimoso! Nem com fome, relaxa. Só vai comer quando os outros terminam, é um gato solitário!  Há uma cuidadora que ele gosta mais, mas ontem, mesmo com ela, ele não deu confiança!

É preciso muita paciência e  tempo, e eu sou um pouco stressada!

Ei-lo com a sua baba! Peço desculpa por não ser uma foto bonita de se ver, mas é a realidade dos gatos de rua, que precisam de ajuda e não se deixam tratar!

FB_IMG_1665408763036.jpg

Os abrigos e a placa para a colónia

Mais uma vitória. Passo a passo vamos conseguindo que os bichanos, tenham mais alguma qualidade de vida.

O sr presidente da câmara esteve no local quando inauguramos a implementação dos abrigos e a colocação da placa.

Estamos muito gratas!

Iremos continuar a batalhar, por eles, pelos bichanos!

vitoria.jpg

abrigos.jpg

abrigar45.jpg

coloniaei.jpg

Dia internacional do gato, 8 de agosto

Desde que entrei no mundo dos gatos em 2012, quando adotamos o primeiro gato [apesar de os ter tido em criança], que me envolvi, com o passar do tempo,  em diversas causas para conhecer e ajudar os felinos.

Não me limitei a ficar a cuidar de um gato em casa, que tinha o devido conforto e cuidados, passei a preocupar-me principalmente com aqueles que não tinham, nem lar , nem conforto, nem cuidados.

Comecei a olhar mais para os gatos de rua, uns lá nascidos, outros lá abandonados.

Comecei a seguir associações e admirar o seu trabalho, comecei a perceber a importância da esterilização, das campanhas de adoção!

Percebi que existia uma colónia de gatos mesmo na minha rua, no meu bairro. Comecei a cuidar deles, a alimentar, a colocar recipientes com água, a improvisar abrigos.

Eles, retribuíam indo me esperar à porta, ou ao estacionamento do automóvel, quando chegava do trabalho, pois sabiam que gostava deles, sabiam que lhes daria comida e atenção!

Conheci outras pessoas que aqui fazem o mesmo, partilhamos as mesmas preocupações e lutas! É uma amizade que fica!

Consegui mais tarde a esterilização e legalização da colónia.

Agora, os gatos desta colónia estão mais protegidos e  cuidados. Têm inclusive um nome.  Quando algum se ausente por mais de dois dias, acionamos logo as nossas "antenas", e felizmente das cinco cuidadoras, há sempre [ou não] uma que viu o "desaparecido"!

Não tem sido um caminho fácil, mas é um caminho que gosto de fazer e no qual me tenho empenhado.

É importante que existam estas datas dedicadas aos gatos, [o dia 8 de agosto foi criado em 2002 pela International Fund for Animal Welfare]  pois é uma forma de consciencializar as pessoas, para que respeitem mais estes animais, principalmente os que vivem na rua ou nos abrigos.

Ei-los aqui:

INTERNACIONALCATDAY.jpg

Um feliz dia para todos os felinos!

O intenso calor e os gatos de rua

Os dias têm sido muito quentes. Se o facto se nota nos nossos gatos em casa, mais ainda se nota nos gatos de rua.

Os gatinhos da colónia, da qual, sou uma das cuidadoras, têm estado sob vigilância e temos tido todos os cuidados possíveis.

Logo de manhã deixo água fresca com alguns cubos de gelo, reforço rente à noite. Comida húmida, e incentivar a busca de sombras. Fazemos o que podemos, mas sabemos que sofrem!

Gostaria de pedir, a quem puder, e onde existirem gatos sem donos que deixem água para eles!

Obrigada!

Diapositivo2.JPG

Diapositivo10.JPG

23.jpg

25.jpg