Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Consulta da Tita

Olá boa tarde!

Então a Tita portou-se muito bem, é muito meiguinha. A doutora viu a gatinha que está boa e não lhe receitou nada pois ela teve uma reação alérgica e deve ter sido das árvores da rua pois até nós ficámos esquisitos no Domingo com o ar que vinha das árvores da rua. Fez análises que só vão estar prontas daqui a uns dias. A doutora quer saber como está o sistema renal. E pronto ela, ela hoje está bem. Está farta de comer e beber. Está toda contente.

A brincadeira ficou em 80 euros....

Bem meninos, e depois admiram-se que muitos não levam os animais ao veterinário...

A Tita foi à veterinária

A minha Tita, uma gata muito meiga teve de ir a uma consulta de rotina porque já tem 12 aninhos e para prevenção fomos ver se estava tudo bem com ela.

A gatinha não tem diabetes e em príncipio está tudo bem com ela, estou à espera dos resultados dos exames.

A consulta foi 90 euros. Para quem não sabe estas coisas de consultas para gatos séniores preparem-se, são consultas muito caras mas pelos menos já estou mais descansada. Sinceramente espero não precisar levar a gata tão cedo à veterinária, é que eu tenho 2 gatas. Pelo menos a Luna ainda é novinha, tem uma diferença de menos 7 anos que a Tita.

Bem e é isto, a Tita portou-se muito bem, fez análises ao sangue e mediu a tensão arterial.

Depois quando chegamos a casa dei uma latinha de comida húmida que ela adora 

 

Uma boa comunicação entre o veterinário e o dono do gato é fundamental

Resultado de imagem para comunicação veterinário gato

 

 

Se é certo que, algumas vezes, os médicos dão-nos demasiada informação que até dispensaríamos, sobretudo quando falam em termos médicos que só eles percebem, também é verdade que, muitas vezes, pecam por escassez de informação, talvez porque achem que, para quem está do outro lado, basta saber que tem um problema e como deve tratá-lo.

 

O que acontece, e por certo já o fizemos algumas vezes, é que, na dúvida, na incerteza, temos tendência a procurar a informação que nos falta (e que não nos foi dada), noutras fontes, nem sempre fidedignas, correctas, algumas vezes confusas e, até, alarmantes, que nos desassossegam e fazem imaginar vários cenários, cada um mais grave que o outro ou, por outro lado, desvalorizar as situações, compará-las com outras semelhantes, considerar que é algo com o qual não é preciso haver grande preocupação.

 

Assim, é essencial que haja uma boa comunicação entre médico veterinário e o dono do animal que está a ser consultado, de forma a evitar estas situações que, em último caso, serão prejudiciais ao animal. 

 

 

Eu considero que, da parte dos médicos veterinários, devem:

  • na consulta, ao examinar o animal, ir explicando aos donos o que estão a fazer, e porque o estão a fazer, o que estão a avaliar
  • quando solicitam ou aconselham análises, explicar o que se pretende descobrir com as mesmas, e de que forma serão feitas; no caso de existirem vários métodos, explicar cada um deles e deixar que o dono decida a que considerar melhor
  • quando têm na sua posse os resultados de análises ou exames, explicar aos donos o que foi detectado nos mesmos, ou enviar para os donos, com a respectiva explicação porque, se os donos apenas recebem as análises/ exames, sem qualquer outra informação, é mais que certo que a vão tentar obter por outros meios, nem sempre certos, quando poderia ficar tudo esclarecido no momento
  • quando receitam um determinado medicamento, explicar para que serve o mesmo, se existem opções equivalentes à disposição, vantagens e desvantagens, se as houver
  • explicar, em concreto, em que consiste o problema do animal, e que preocupações/ cuidados devemos ter em consideração quer no tratamento, quer na prevenção de futuras situações semelhantes

 

 

Já da parte dos donos:

  • não devem ter receio de colocar todas as questões que acharem pertinentes, ou necessárias para compreender o que se passa com o animal, durante a consulta
  • não devem ter receio de colocar as dúvidas que tiverem, porque é preferível esclarecê-las com quem sabe, e observou o animal
  • se não estão a compreender o que o médico veterinário está a explicar, pedir para explicar novamente - por vezes eles entusiasmam-se e começam a falar em termos que só os entendidos compreendem, e esquecem-se que, quem ali está, pode não perceber dessa forma o que lhes está a tentar transmitir
  • se acharem que o médico veterinário não fez tudo o que consideraram necessário na consulta, peçam para que este faça o que têm em mente, seja uma simples medição de peso, observação de algo que o médico não viu, ou até mesmo uma análise ou exame
  • quando são prescritos medicamentos, exames ou análises, e se acharem que não sabem bem porque são necessários, mais uma vez, perguntem, vejam se existem alternativas igualmente viáveis
  • em caso de dúvidas que surjam já em casa, não hesitem em ligar para a clínica/ hospital para tentar esclarecê-las
  • os veterinários zelam sempre pelo bem estar do nosso animal (ou deveriam) e, como tal, é normal que aconselhem vacinas, rações especiais, produtos inovadores que podem ser bons para os animais, e igualmente bons, a nível de lucro, para a clínica/ hospital, mas que nem sempre os donos têm condições para adquirir, por isso, é necessário que estabeleçam prioridades, que se fiquem pelo mais urgente e necessário, sem se deixarem influenciar pelo "marketing" a que são sujeitos
  • Se não estiverem, de todo, satisfeitos com a forma como os vossos animais foram atendidos/ tratados, com os métodos usados pelo médico veterinário ou procedimentos da clínica/ hospital, se ainda assim têm dúvidas acerca do diagnóstico, tentem procurar outros profissionais, obter uma segunda opinião e, em último caso, mudar de clínica/ hospital

 

 

E por aí?

Gostariam de acrescentar mais alguns pontos fundamentais para uma boa comunicação, um bom atendimento, e satisfação total de todas as partes envolvidas? 

 

 

 

 

 

Imagem: veterinaria atual

 

Estará o Riscas com conjuntivite?

pusolhos.jpg

O Riscas está com uma espécie secreção ocular. Tem um pus claro e lágrima nos olhos, e também os olhos menos abertos e radiantes, como de costume. Ontem tinha só num, hoje tem nos dois. Fui pesquisar e percebi que isto pode ser causado pelo frio, pela poeira, pólen A conjuntivite pode ser causada não só por factores externos, mas também por um mau funcionamento interno, como uma infecção bacteriana. Ora frio, nesta altura não há, e poeira cá em casa, só a normal…Também li que é mais propício que apareça no verão, e a este problema dão o nome de conjuntivite.

 

Se for mesmo conjuntivite os olhos vão inchar e aconselham a ir ao veterinário, o chato é que além do remédio, haverá uma consulta para pagar que nesta altura, não me dava muito jeito. Aconselham a que se limpe os olhos do gato com uma gaze e soro fisiológico, nunca algodão, pois os fiapos poderiam piorar a conjuntivite. Isso já fiz!

 

Quem já teve conjuntivite aqui do clube foi a Amora, e além do soro tinha mais dois tipos de gotas para usar, mas como cada caso é um caso, e cada gato é um gato, não posso simplesmente perguntar à dona o nome dos medicamentos e ir comprá-los e colocar no Riscas.

 

Também sugerem remédios caseiros como a camomila, preparada como um chá e aplicada fria. Será que as saquetas do chá que se vende no supermercado, serve!?

 

Recomendam igualmente líquidos para banhos oculares, como colírios, para os gatos com problemas nos olhos, que são vendidos em lojas de animais e também em clínicas veterinárias. Estes produtos contêm pH específico que respeita a individualidade do gato e ajuda a combater a conjuntivite.

 

É essencial que o gato esteja bem alimentado e que o sistema imunológico seja fortalecido, assim o gato estará forte para combater qualquer ataque de bactérias ou infecções.

 

Vou aguardar, e no caso de piorar lá terei mesmo de ir ao veterinário!

 

Ontem foi dia de consulta

Ontem decidimos levar as duas meninas a fazer uma visita ao veterinário.

Mal peguei nas transportadoras, para lhes passar um pano e tirar o pó, já se estavam as duas a enfiar lá dentro :) Só não gostam muito de ir de carro, fechadas. Mas adoram estar nas transportadoras.

Chegados ao gabinete, a Amora portou-se bem. A Becas, pela primeira vez, bufou!

 

 

Foto de Becas e Amora.

A Becas está uma gatona saudável, com 4,400 kg (tinha 3,650 kg em setembro passado) - nas palavras do veterinário, com um pelo lindíssimo e parecida com um lince! Apesar do nosso receio de que estivesse a comer demais, o médico diz que ela está bem assim, e só se continuar a aumentar em demasia é que será caso para começarmos a controlar a alimentação dela.

 

 

Foto de Becas e Amora.

Sobre a Amora, e dada a sua situação especial, tudo o que já passou e o que ainda ontem descobrimos - que ela não tem praticamente dentição, e os dentes que tem estão partidos, na opinião do médico "é uma sorte ela ainda estar entre nós, e da forma como está". Feitas as análises, estão todos os valores em ordem, e vai ser esterilizada na próxima sexta-feira.
Não podíamos adiar mais esta decisão, mesmo sabendo dos riscos que ela corre.
A verdade é que, tal como suspeitava, a Amora não só não engordou nada, como ainda emagreceu, desde setembro passado - passou dos 2,900 kg para os 2,650 kg.
A continuar com cios contínuos, iria continuar a emagrecer.
Assim, até pode ser que não piore a situação da incontinência, que comece a engordar (embora com o problema dela o crescimento e o peso sejam condicionados) e, na melhor das hipóteses, que melhore a incontinência.

Tomámos a decisão que achámos ser a melhor. Espero que se venha a revelar a mais acertada...