Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Gestos de amor!

Por aqui temos sempre muitos gatinhos na rua...

 

A Leonor até a baptizou:

A rua dos Gatos ;)

São muitas as vezes que eles vêm para a nossa porta pedir comidinha e os meus meninos estão sempre dispostos a ajudar.

Disponibilizaram logo a comida e agua..

 

Depois ficam a espreitar até que eles terminem ;)

 

IMG_20200208_113526.jpg

IMG_20200208_113507.jpg

 

Haja bons corações!

 

Sobre a apresentação do nosso livro

IMG_4144.JPG

Chegámos por volta das 15.30 horas e, assim que encontrámos a banca da Tico & Teco, e a responsável, Filipa, colocámos de imediato os nossos livrinhos no espaço por elas disponibilizado para o efeito.

Depois, tivemos que ir vendendo o nosso peixe a quem ia passando, de livrinho e marcadores na mão!

 

 

Foto de Clube de Gatos do Sapo.

 

Como é normal neste tipo de eventos, e até nós próprios muitas vezes o fazemos, há os que olham e dizem logo que não querem, os que param para nos ouvir, mas não estão interessados, ou não têm dinheiro, ou nos dizem que não podem dar a todas, por pouco que seja.

E ainda eram cerca de 20 as associações presentes, cada uma a tentar angariar fundos para as suas despesas, e dependentes de quem quisesse colaborar com esta causa.

 

 

 

Foto de Clube de Gatos do Sapo.

 

No entanto, entre todos os visitantes que por nós passaram, também houve quem quisesse comprar o nosso livrinho. Muitas vezes com um empurrãozinho nosso! Ou apenas um marcador, para ajudar. E nós agradecemos! Toda a ajuda é bem vinda.

 

 

IMG_4146.JPG

 

Para me ajudar, o meu marido e a minha filha foram dar umas voltas pelo festival, para tentar vender os livros e marcadores. É assim que tem que ser muitas vezes para, no meio de muitos "nãos" conseguirmos um "sim". Embora não queiramos ser chatos ou impôr a compra, também não nos podemos limitar a ficar do lado de dentro, à espera que as pessoas passem, olhem, e decidam ou não comprar. Temos que levar até elas o nosso produto.

 

 

IMG_4148.JPG

 

E foi assim, mais uma vez, quando a Andreia anunciou a apresentação. No local onde deveria ser feita, não apareceu ninguém. Todas as cadeiras vazias. Foi então que ela decidiu que era melhor fazer no ringue, com o microfone, para todo o recinto. E, mesmo assim, ninguém lá foi ter connosco. 

Foi no caminho de volta até à banca da Tico & Teco, e no caminho para o carro, que conseguímos ainda vender mais alguma coisa.

 

 

IMG_4150.JPG

 

Embora o Animal Fest seja um evento dedicado aos animais, é muito direccionado para os cães em particular, sendo a nossa apresentação a única iniciativa relacionada com os gatos.

Os próprios visitantes que abordávamos, mencionavam que preferiam cães, que não gostavam muito de gatos. Por cada 10/20 visitantes com os seus amigos caninos, vimos 3 com gatos.

É muito difícil chamar a atenção para o mundo felino, e mais ainda através da leitura. Algumas crianças, que até nem vimos muitas, para nossa surpresa, até queriam o livro, mas os pais não lhes fizeram a vontade.

 

 

 

 

IMG_4153.JPGFoto de AnimalFest by CLICK.

 

No final, contas feitas, conseguimos o valor de 105 euros, que será dividido pelas associações Tico & Teco e Projecto Amor Animal.

Não foi muito, mas é melhor que nada. Ainda queremos ajudar mais, e temos livrinhos disponíveis para venda.

 

 

Por fim, os agradecimentos:

- aos membros do Clube, que tornaram o nosso livro real e tornaram possível esta iniciativa

- à Maria, pelos marcadores

- à Associação Click Positivo, por nos ter permitido a presença, em cima da hora, neste evento e por toda a ajuda e simpatia

- à Associação Tico & Teco, por nos ter dado o contacto da associação acme referida, e disponibilizado uma parte da sua banca, tornando também possível a venda dos livros

- à Rute, representante do Projecto Amor Animal, pela sua presença e apoio

 

E, claro, a todos aqueles que, da forma que puderam, contribuíram para o sucesso da nossa missão neste dia!

 

Muito obrigada a todos!

 

A felicidade é?!

 

 Bom dia, a todos!

 

O Clube de Gatos, deseja uma boa semana e quer vos fazer sorrir logo de manhã!

Ser feliz, custa tão pouco, os nossos animais iluminam as nossas vidas e derretem o nosso coração, que digam estas crianças, as imagens falam por si!

Quem, não tem um amigo de quatro patas, nunca vai sentir o amor e felicidade, que nos dá...

Carlota e o gato Pinky - A História dos Gatos

 

Sinopse:

"Carlota e o Gato Pinky" pretende ser uma coleção onde o Gato Pinky vai contando histórias, divertidas mas verdadeiras, à sua amiga Carlota, uma menina de 7 anos.

 ‘A História dos Gatos’ é o primeiro livro, e nele o gato conta as aventuras e desventuras da sua espécie ao longo dos tempos, até chegar aos nossos dias.
Sabias que os gatos já foram tratados como deuses no tempo do Antigo Egito?

Que já foram associados a bruxas na Idade Média e muito maltratados por isso?

Já te contaram que foram eles que ajudaram a Humanidade a acabar com a peste, uma doença que matava muitas pessoas?

Felizmente, aprendemos a respeitar cada vez mais os animais, e hoje em dia muitos gatos fazem parte da nossa vida e da nossa família.
Quantas vezes não demos já uma sonora gargalhada ao observarmos como a sua natural curiosidade os coloca em situações caricatas, nos espantámos com a sua agilidade e nos derretemos com a sua carinhosa "turrinha"?!

 

 

Onde encontrar o Pinky e a Carlota?

 

Este livro, da autoria de Carolina Sousa tem, como personagem principal, Pinky, o gato da família durante 15 anos que, já no final, suportou estoicamente uma doença mortal.

É uma homenagem a ele, e a todos os pequenos animais de 4 patas, a quem chamamos "de companhia", que nos preenchem a vida e, quando partem, deixam muitas saudades e uma casa vazia...

Alerta, também para o abandono dos animais e para o que se deve ter em conta na adopção de um gatinho.
Na opinião da autora, "é importante que as crianças leiam, e se essa leitura as sensibilizar para assuntos importantes, melhor ainda".

 

A autora tem feito a apresentação desta obra em bibliotecas e diversas escolas, estando disponível para novas apresentações, mediante solicitação, para o email - carolina.cdesousa@gmail.com. Também para adquirir um exemplar do livro poderão contactar com a autora através do referido email.

 

 

A Carolina tem também um blog aqui no sapo - http://carlota-e-o-gato-pinky.blogs.sapo.pt/. Vão até lá conhecê-la melhor!

Para uma adopção responsável neste Natal

 

Hoje partilho convosco alguns conselhos deixados pela Gatos à Solta no que respeita à oferta ou adopção de animais nesta época natalícia:

 

"Nesta altura do ano, muitas pessoas querem alargar a sua família adoptando um animal de estimação. Ou amigos querem alegrar a vida de outros amigos escolhendo-lhes uma companhia felina ou canina.

A época do Natal é uma altura tão boa como outra qualquer para adoptar um animal. É uma época em que as famílias têm mais tempo para conviver entre si, em que pais e amigos procuram marcar a data com algo que há muito é desejado por um dos membros da família, em que os adolescentes e jovens estão num período de férias escolares e podem acompanhar os primeiros dias do novo amigo no seu Lar.

Para que tudo corra bem, deixamos algumas sugestões:

  • A chegada do novo elemento à casa de família deve acontecer numa altura calma, para que se ambiente melhor.
  • Se possível, em vez de oferecer o animal, oferecer uma caminha, um brinquedo, que representem o novo amigo e a seguir ir visitar animais que estejam para adopção, deixando a escolha a quem se quer presentear.
  • Se a família vai passar o Natal fora de casa, planear a chegada do novo amigo para uma altura posterior.
  • Oferecer um animal apenas à própria família ou a um amigo muito chegado que tenha confirmado previamente que quer adoptar com consciência.
  • Evitar oferecer a uma avózinha um cachorro saltitante e cheio de força ou um gatinho bebé hiper-activo; um animal adulto que já tenha vivido numa casa será a companhia ideal e agradecida.

Com cuidado, com sensatez, os nossos amigos irão viver no seu novo Lar por muitos e bons anos. E é isso que queremos para eles."

 

 

 

Artigo e imagem da autoria da Gatos à Solta.

Os animais não são brinquedos

 

Uma mãe de Torres Novas partilhou um vídeo, no Facebook, que mostra os dois filhos menores a "brincar" com um gato.

Apesar de o vídeo já ter sido publicado há alguns meses, está agora a gerar uma maior indignação nas redes sociais tendo, nas últimas horas, ultrapassado as 1600 partilhas e somado mais de 92 600 visualizações.

Pergunto-me eu, porque é que a mãe, ao invés de estar a filmar os seus filhos, não interferiu na cena que estava a presenciar?

Porque, se se pode pôr em causa que as crianças saibam o que estão a fazer, e que tenham ou não noção de que estão a ser violentas para com o gato, o mesmo não se pode dizer dos pais, que têm a obrigação de alertar os filhos que determinadas "brincadeiras" não são permitidas, por poderem magoar os animais. Que têm obrigação de intervir, para proteger o animal das brincadeiras das crianças, quando as mesmas os colocam em perigo.

Se acontecesse comigo e com a minha filha, ainda que tivesse começado por uma brincadeira, e só a meio as coisas se tornassem sérias, a filmagem parava nesse momento, porque eu estaria a tirar o gato das suas mãos.  

Neste caso, a mãe acaba por ser ainda mais irresponsável que os próprios filhos. E se a mãe, que é adulta e deveria ser a primeira a preocupar-se com o bem estar dos animais, não o faz, como se pode pedir aos seus filhos, que o façam?

O Cantinho da adopção! # 16

 

Bom dia!

 

O post de hoje é especialmente para as mulheres grávidas, as que têm criança cujos pediatras aconselham a não ter animais ou a desfazer-se do seu amigo de quatro patas por causa das alergias.

Está comprovado que uma criança que interage no dia a dia é uma criança mais feliz, eu fui!

 

A criança ao crescer com animais, aprende amar e respeitar, tornando num adulto que sabe respeitar e amor o seu amigo patudo.

 

As crianças e os animais são o melhor do mundo, quando se juntam os dois parece magia, a felicidade e alegria espalham-se ao seu redor! Não acreditam? As imagens falam por si!

É mesmo capaz de não sorrir ao ver o vídeo?!

Bom fim de semana!

 

Billy e Jessi - dois gatos na luta contra o autismo!

Deixo-vos aqui a sugestão destas duas histórias que são, mais uma vez, a prova de que os gatos têm poderes terapêuticos!

 

 

Sinopse

Fraser é uma criança autista de três anos, tensa e ansiosa, com acessos de raiva tão súbitos quanto incontroláveis.
A vida dos Booth, numa pequena casa na herdade de Balmoral, a residência de verão da rainha de Inglaterra, é dura e muitas vezes desesperante. Para Louise, a mãe de Fraser, o futuro parece pouco animador. É então que o filho conhece Billy, um gato cinzento e branco, e a amizade que nasce entre os dois irá mudar para sempre as suas vidas. Os dois tornam-se inseparáveis e, com a ajuda do seu novo amigo de quatro patas, Fraser começa a fazer progressos: pequenas coisas que, somadas, dão vida a um verdadeiro milagre.

 

 

 

Sinopse

Esta é a história duma amizade extraordinária, e de como o laço entre um menino autista e uma gata mudou as suas vidas para sempre.
Lorcan Dillan era um menino adorável, com um sorriso malandro e olhos claros, mas sofria de autismo e mutismo seletivo. A sua condição impedia-o de comunicar normalmente, expressar emoções simples e desfrutar de abraços ou contacto humano. Mas tudo isto mudou radicalmente com a chegada da gatinha Jessi.
A ligação extraordinária entre Lorcan e a gata foi imediata. Tornaram-se inseparáveis: quando Lorcan gritava e chorava, a gata sentava-se junto a ele até que se acalmasse; à noite, deitava-se na cama até que ele adormecesse; e brincavam juntos todo o dia. Depressa os pais se aperceberam de que Lorcan estava finalmente a expressar as suas emoções, algo que nunca conseguira. Hoje, é um rapaz que consegue comunicar com toda a gente, desenvolver e manter amizades, falar com desconhecidos e até participar em peças de teatro. Este livro conta a experiência de uma família na vida contra o autismo: é a história comovente da gata que nasceu para mudar a vida deste menino para sempre, e provar que os animais de estimação podem ter efeitos reais no combate a doenças e perturbações socialmente limitadoras.

  • Blogs Portugal