Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Em 2021 vamos poder deduzir 50% das despesas veterinárias no IRS

Através da pagina de Facebook da  TVI24 tive conhecimento de uma proposta de alteração ao Orçamento do Estado para 2021, apresentada pelo partido PAN, onde as famílias vão poder abater 50% do IVA das despesas veterinárias, no IRS, incluindo medicação,  que até agora era apenas de 15%.

Fiquei agradada com a noticia pela iniciativa do PAN. No entanto fiquei indignada com a quantidade de comentários negativos, de ódio, comparações, e mensagens sem nexo por parte de muitas pessoas.

As pessoas têm uma tendência para fazer logo comparações  com os velhinhos que são postos nos lares e que ninguém se importa, quando tal situação é da responsabilidade dos filhos, familiares, dos próprios lares, e quem está de fora não pode agir, como se se tratasse de simples animais.

Comparam com as crianças que são mal tratadas nas instituições ou pela família, como se pudéssemos ir a uma instituição retirar uma criança e levar para casa, como vamos á rua ou a um abrigo e levamos  um animal para casa, a responsabilidade de uma criança envolve muito mais seriedade, existe uma lei, ou não deram por isso!? Quem tem esta opinião nem de uma planta deve saber cuidar!  Enfim comparações sem nexo.

Como podem colocar no mesmo patamar, velhinhos, crianças e animais e depois dizerem que as pessoas se preocupam mais com os animais do que com as pessoas, quando são essas mesmas pessoas que fazem essa distinção e não percebem as diferenças!?

Eu li cada comentário. Claro que felizmente há liberdade de expressão, mas isso, não quer dizer, que se pode dizer todo o tipo de barbaridades. Muitas pessoas comentam sem ler a noticia, a noticia apenas refere uma maior dedução no IRS. Ninguém está a tratar, melhor ou dar mais importância aos animais do que ás pessoas, apenas estão a dar uma pequena ajuda nas despesas do veterinário, porque quem tem animais e os estima, tem essas despesas, que não são baratas.

Li, entre muitos disparates, um comentário sarcástico, em que uma senhora dizia que ia vender os filhos no OLX e que ia antes arranjar um cão ou um gato, já que tinha mais facilidades! Isto é pura ignorância, pura estupidez!

Claro que também existem aquelas pessoas que têm os animais para os servir, e enquanto são bebés fofinhos e saudáveis,    quando ficam velhinhos ou  doentes é para deixar morrer ou abandonar por ai num canto qualquer, claro que para essas pessoas este "bónus" não tem fundamento!

imagJPG569.jpg

Testemunhos recebidos na página do facebook do Clube

Este testemunho foi-nos deixado no facebook do Clube, no dia 17 deste mês, pelo João Severino, que assistiu ao programa sobre o Clube de Gatos.

 

É mais uma prova de que nunca devemos perder a esperança, nem deixar um animal perdê-la, enquanto houver uma possibilidade mínima de um futuro mais sorridente! Porque eles merecem!

 

"Esta é a história da Lia, que encontrei abandonada gravemente ferida com o bracinho e mão esquerda esmagados.
Foi-lhe receitada uma injeção para terminar o seu sofrimento, ao que me dizia o veterinártio, que pela tenra idade não resistiria a uma anestesia geral para uma amputação.
Corria o risco de uma septicémia (infeção generalizada) a curto prazo.
Arriscou-se uma amputação de alto risco, a Lia sofria a olhos vistos.
Muito sofrida, hoje é muito feliz e brincalhona, também muito agradecida."

 

 

Foto de João Severino.

 

Foto de João Severino.

 

 

E este testemunho, chegou-nos da Lurdes Machado, também no mesmo dia:

 

"Fiquei sem o meu Pantera vai fazer um ano. Foi meu companheiro durante 15 anos.

O Pantera partiu, não por doença, mas sim por ter comido uma espiga seca da erva.
Era um gato que vinha à rua todos os dias, de trela, passear.
Não me aprecebi logo. Era verão, e pensei que tivesse calor. Quando chego a casa, à noite, enfim, nem quero pensar...
Para já não quero outro. Sofri muito."

 

Foto de Lurdes Machado Machado.

 

Foto de Lurdes Machado Machado.

O Clube de Gatos do Sapo já tem facebook

 

 

Criei uma página para o blog no facebook - https://www.facebook.com/Clube-de-Gatos-do-Sapo-489049757962164/.

Ainda estou a ver como é que funciona, mas é provável que os membros vão recebendo os convites para a página como editores, através dos emails que tenho vossos.

Aos visitantes, vão espreitando o que por lá se faz!

Campanha de Natal Animais são Família

 

Animais são Família é uma página do facebook, de entretenimento, interesse cultural, e solidária para com os animais abandonados.

Este ano, ao fazer um gosto na página, poderemos estar a ajudar esses animais. E não custa nada!

O valor do donativo será oferecido pela administração da página, a várias associações, de acordo com os gostos que conseguir até ao dia 25 de Dezembro.

Vão até lá, e deixem a vossa contribuição, em forma de click!

Mr. No Ears - um gato muito disputado!

 

O Mr. No Ears (senhor sem orelhas) é um gato branco de cerca de 4 anos, sem orelhas e com apenas um olho, e já é conhecido internacionalmente! Até tem uma página dedicada a ele no facebook - https://www.facebook.com/MrNoEars!

Vivia com os seus amigos e família felina, integrado numa colónia de gatos vadios, em frente ao Hotel Rocamar, na falésia, com vista à Praia do Peneco, em Albufeira. Perdeu um dos seus olhos ainda em pequeno, devido a um ataque de gripe. Já as orelhas, foram removidas devido a dermatite solar.

Neste momento, este gato está a ser diputado pela Associação dos Amigos dos Gatos do Algarve, que tem vindo a tratar do Mr. No Ears há alguns anos, e chegou a utilizá-lo para campanhas de angariação de fundos da associação, e um casal do Vale do Sousa que, em setembro, pensando que o animal se encontrava abandonado e maltratado, o levou consigo para adoptá-lo e cuidar dele.

Embora a associação considere este acto um rapto, existindo já uma petição para que o gato seja devolvido à sua colónia, na falésia de Albufeira, já com mais de 3 mil assinaturas, o casal afirma que a sua intenção foi a melhor.

De facto, Andreia Martins e Paulo Batista, que recolhem e cuidam de animais de rua há vários anos, dizem que não conheciam o gato antes de terem passado férias naquela zona e que, quando perguntaram quem cuidava dos gatos, responderam-lhes que ninguém o fazia. Foi por isso, e pelo seu aparente débil estado de saúde, que decidiram resgatá-lo e cuidar dele.

E, enquanto esta disputa se desenrola e se decide quem é o detentor legítimo do gato, este encontra-se num canil, depois de apreendido pela GNR do Porto.

Será que isto faz algum sentido? 

Penso que acima de tudo se deve avaliar o que é melhor para este gatinho: se continuar na colónia de gatos vadios, embora acompanhado de perto pela Associação dos Amigos dos Gatos do Algarve, ou ficar com o casal que o quis adoptar.

Em último caso, lembrem-se da sábia decisão de Salomão, quando lhe surgiram duas mulheres a querer disputar a mesma criança, afirmando ser sua filha.

Por vezes, pelo bem estar daqueles a quem queremos bem, é preferível abrir mão deles!

Espero que tudo se resolve depressa, para que oMr. No Ears volte a ser feliz, independentemente de onde e com quem venha a ficar!