Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

O que fazer quando um gato rejeita a ração que sempre come?

Resultado de imagem para gatos a comer

 

Hoje de manhã estreei uma embalagem nova de ração.

A ração habitual, que sempre comem, que mando vir sempre da mesma loja.

Coloquei nos comedouros, às 5 da manhã, e voltei para a cama.

 

Quando me levantei, percebi que uma delas tinha vomitado. Suponho que tenha sido a Becas, pois era ela que tinha ficado ali a comer naquela direcção.

Como, de vez em quando, isso acontece, quando ela come depressa e muito de uma vez, não liguei.

 

Entretanto, a Amora chama-me para comer. Cheira um comedouro, cheira outro, anda ali às voltas mas não come. Pego em alguns croquetes, na mão, e ela cheira mas não come.

Achando isso estranho, e porque ainda tinha sobrado um restinho da anterior, vou buscar e ponho na mão. Começa imediatamente a comer, cheia de fome.

E até a Becas, que não é dessas mariquices, começa também a comer na mão.

Ou seja, o problema está na nova ração.

 

E agora?

Já não há mais nenhuma da anterior. Tenho outra nova para estrear mas, e se elas também não lhe tocarem, o que é que comem?

E se mandar vir mais, será que não vem igual?

É estranho porque a ração é exactamente igual, não mudámos nada, nem sequer o sabor, e aparenta estar normal, mas elas lá notam algo diferente.

Não sei como vou fazer porque, além de só ter ração dos hipermercados para os da rua, não tenho mais nada e, de qualquer forma, não posso dar, de repente, uma ração diferente da habitual, sem lhes provocar outros problemas.

 

Já alguma vez vos aconteceu uma situação dessas?

O fim de semana está aí!

IMG_8420.JPG

Becas:

Amora, não digas nada a ninguém, mas o fim de semana está mesmo aí a chegar. Já o consigo ver pela janela!

 

 

IMG_8419.JPG

Amora:

Pois é Becas, também o estou a ver!

Isso quer dizer que vamos ter mais colo e mimos :)

 

 

IMG_8417.JPG

Becas:

Pois, tens tu, que eu cá sou sempre discriminada.

Amora: 

Não sejas assim! Sabes que há espaço para as duas, e só não vais mais vezes porque não queres.

 

 

IMG_8418cópia.JPG

A dona júnior, ao chegar ao quarto:

Alguém falou em fim de semana?

Becas e Amora:

Oops, lá se foi o nosso segredo!

 

 

 

Mais uma prova superada!

IMG_8276.JPG

 

Quando a Amora mete uma coisa na cabeça, ninguém lha tira nem a demove.

Até porque ela é uma aventureira, doida e destemida. E adora imitar a Becas.

Aquele edredon está em cima das costas do sofá, ou seja, muito alto.

É onde a Becas gosta de dormir, no "trono real", como lhe chamamos.

 

 

 

IMG_8277 cópia.JPG

 

A Amora já, por várias vezes, viu a Becas ali deitada e achou que, se a Becas conseguia ir para lá, ela também seria capaz.

E, se bem pensou, melhor o fez!

 

 

 

IMG_8278 cópia.JPG

 

E ali estava ela, depois de mais uma prova superada com sucesso!

A brincadeira que uma simples caixa pode proporcionar

IMG_8062.JPG

Amora: Oh Becas, escusas de disfarçar, que eu sei que estás aí dentro!

 

 

IMG_8063.JPG

Becas: O que é que queres, miúda?

Amora: Eu? Nada! Estou só aqui a descansar um bocadinho!

 

 

 

IMG_8064.JPG

Becas: Olha-me aquela outra, pensa que me engana! Ela queria era vir cá para dentro!

 

 

Nos últimos meses, tenho encomendado ração online e, quando vem, para além da ração, a própria caixa é um brinde adicional para elas, que ficam eufóricas, à espera que a coloque no chão para a atacarem.

Das primeiras vezes, tanto andavam lá dentro e a rebentavam do outro lado, que acabava por ficar espalmada.

Depois, descobriram que a caixa podia ser um óptimo arranhador, e é vê-las afiar as unhas, até a romperem e ficar um buraco no lugar!

E foi à volta dessa caixa esburacada, que decorreu a brincadeira ontem, que originou esta fotonovela!

O breve reinado de D. Amora

A imagem pode conter: gato e interiores

 

 

Como falei no post anterior, desde que a Becas regressou a casa, que a Amora a estranha, e bufa e rosna para ela, como se fosse uma desconhecida. 

Como se tivessemos trocado a sua amiga de sempre, por outro gato que apanhámos na rua.

 

O que é certo é que a Amora está a gostar imenso do facto de, uma vez na vida, ser ela a mandar lá em casa, e impôr respeito à Becas que, coitada, anda com medo e assustada, evitando estar muito perto da Amora.

 

E assim andaram na sexta e no sábado até que, ontem, voltou tudo ao normal.

Iam as duas comer, a Becas decidiu ir para o comedouro onde estava a Amora, e esta teve que se desviar e ir para o do lado, sem reclamar.

 

Foi breve o reinado da D. Amora!

Cenas de um típico dia de inverno

IMG_6958.JPG

Amora: Esta manta é nova. Nunca a tinha visto antes. E é enorme!

Becas: Estás com mais sorte que eu. Estou aqui tapada com esta manta velha, que quase nem me chega ao rabo.

 

IMG_6954.JPG

Amora: Eu estou mesmo bem aqui!

Becas: Pois, uns são tratados como gatos, outros como cães. Até ossos aqui desenharam. Hás-de cá vir dona sénior, que vais ver como eu te mordo!

 

IMG_6955.JPG

Amora: Oh Becas, não precisas de reclamar. Há aqui espaço para as duas.

Becas: Deixa estar. (Em pensamento) Eu até estou aqui bem aconhegadinha!