Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Em 2021 vamos poder deduzir 50% das despesas veterinárias no IRS

Através da pagina de Facebook da  TVI24 tive conhecimento de uma proposta de alteração ao Orçamento do Estado para 2021, apresentada pelo partido PAN, onde as famílias vão poder abater 50% do IVA das despesas veterinárias, no IRS, incluindo medicação,  que até agora era apenas de 15%.

Fiquei agradada com a noticia pela iniciativa do PAN. No entanto fiquei indignada com a quantidade de comentários negativos, de ódio, comparações, e mensagens sem nexo por parte de muitas pessoas.

As pessoas têm uma tendência para fazer logo comparações  com os velhinhos que são postos nos lares e que ninguém se importa, quando tal situação é da responsabilidade dos filhos, familiares, dos próprios lares, e quem está de fora não pode agir, como se se tratasse de simples animais.

Comparam com as crianças que são mal tratadas nas instituições ou pela família, como se pudéssemos ir a uma instituição retirar uma criança e levar para casa, como vamos á rua ou a um abrigo e levamos  um animal para casa, a responsabilidade de uma criança envolve muito mais seriedade, existe uma lei, ou não deram por isso!? Quem tem esta opinião nem de uma planta deve saber cuidar!  Enfim comparações sem nexo.

Como podem colocar no mesmo patamar, velhinhos, crianças e animais e depois dizerem que as pessoas se preocupam mais com os animais do que com as pessoas, quando são essas mesmas pessoas que fazem essa distinção e não percebem as diferenças!?

Eu li cada comentário. Claro que felizmente há liberdade de expressão, mas isso, não quer dizer, que se pode dizer todo o tipo de barbaridades. Muitas pessoas comentam sem ler a noticia, a noticia apenas refere uma maior dedução no IRS. Ninguém está a tratar, melhor ou dar mais importância aos animais do que ás pessoas, apenas estão a dar uma pequena ajuda nas despesas do veterinário, porque quem tem animais e os estima, tem essas despesas, que não são baratas.

Li, entre muitos disparates, um comentário sarcástico, em que uma senhora dizia que ia vender os filhos no OLX e que ia antes arranjar um cão ou um gato, já que tinha mais facilidades! Isto é pura ignorância, pura estupidez!

Claro que também existem aquelas pessoas que têm os animais para os servir, e enquanto são bebés fofinhos e saudáveis,    quando ficam velhinhos ou  doentes é para deixar morrer ou abandonar por ai num canto qualquer, claro que para essas pessoas este "bónus" não tem fundamento!

imagJPG569.jpg

Brincadeiras de crianças

IMG_20200924_135129.jpg

Tigrada: Podes ver agora, que ele está a dormir.

Tricolor: Fixe. Vou espreitar.

 

IMG_20200924_135042.jpg

Tigrada: Espera, vem aí alguém.

Tricolor: Vai lá ver quem é, e arranja uma desculpa.

 

IMG_20200924_135050.jpg

As duas: Estamos só aqui a vigiar o cano... Podes ir...

 

E, logo em seguida, ao ver que o mano panterinha está a acordar, a tigrada corre e salta para cima dele, para o distrair!

 

IMG_20200924_135145.jpg

Tigrada: Não te levantes já. Porque não dormimos os dois uma sesta?

 

IMG_20200924_135148.jpg

Panterinha: Mas tu és louca? Estás a sufocar-me!

 

IMG_20200924_135157.jpg

Tigrada (enquanto vê se o caminho está livre): Tem calma. Não precisas fugir a sete patas. É que eu queria contar uma coisa. Mas é segredo...

Panterinha: Gatas! Vá-se lá entendê-las...

 

 

 

 

 

 

O flúor é tóxico para os gatos

Quando trouxe o meu gato para casa, há cerca de oito anos, não estava bem informada de como era ter um gato sempre fechado em casa, mais concretamente num apartamento. Porque os gatos que tive, na altura que vivia com os meus pais, eram livres, de andar entre casa e rua.

Recordo-me do meu filho, na altura com 7 anos, achar que como ele cheirava mal da boca, precisava de lavar os dentes. Felizmente só tentamos com uma escova. Por que só agora é que sei que a pasta de dentes é um perigo para os gatos, por causa do flúor, que ao  ser ingerido ocasiona problemas nervosos, vómitos e lesões nos tecidos.

É por isso essencial que a pasta de dentes não esteja ao alcance deles.

flurotoxicogatos.jpg

Usar apenas a escova, apropriada para eles, ou outro produto adequado, mas nunca pasta de dentes dos humanos!

Gatos - guardas da casa

thumbnail_Gatos guardas da casa.jpg

 

Já dizia o velho ditado “tens medo, compra um cão”!

E, de facto, quem quer proteger a sua casa e os seus bens tem, por norma, um cão como “guarda”.

Mas, serão os cães os únicos animais a agir como bons “guardas”, até mesmo na proteção dos seus donos?

Cada vez mais assistimos a diversos casos em que outras espécies reagiram ao perigo, defendendo os donos e, até, arriscando a própria vida, para os proteger, incluindo, os gatos.

 

Em termos místicos, existe a crença de que ter um gato em casa afasta os maus espíritos.

Alguns testes científicos, realizados em laboratórios de parapsicologia, mostraram que os animais, nomeadamente os gatos, podem possuir habilidades paranormais.

Acredita-se que, quando um gato fica estranho e assustado sem motivo aparente, ou fica a observar as paredes e nós olhamos para a mesma direção e não conseguimos ver nada, pode significar que há uma presença espiritual naquele local.

Pois eu estou como diz aquela expressão "Yo no creo en brujas, pero que las hay, las hay"!

A verdade é que costumavam acontecer coisas estranhas e difíceis de explicar lá por casa, e desde que temos gatos, isso parou. Mistério...

 

Mas, mais do que uma questão espiritual, a verdade é que as nossas gatas estão sempre muito atentas, e em alerta, quando sentem que algo não está bem.

E, se alguma delas se levanta de repente e fica com cara de poucos amigos a olhar, fixamente, para algum lado, já ficamos de pé atrás.

Se ouvem um barulho na rua, alguém a mexer na porta, levantam-se logo, de onde estiverem, e vão ver o que se passa.

Por outro lado, quando voltam para junto de nós, sabemos que está tudo bem e não há perigo, ficando descansados.

 

Mas como, também os gatos, têm direito aos seus momentos de susto e medo, já aconteceu esconderem-se as duas debaixo da cama, e deixarem-me entregue à minha sorte. Medricas!

Ainda assim, não tenho dúvidas de que, se algum de nós, donos, corresse perigo, elas mostrariam as suas garras, para nos defender!

 

Artigo elaborado para a Miau Magazine de Agosto