Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

PELLETS VS AREIA!

 

No post de hoje vou partilhar a minha experiência com os Pellets.

Quem tem gatos sabe que embora eles sejam muito higienicos, espalham a areia por toda a casa, em todos os cantinhos possíveís que podem imaginar vão encontrá-la!

Existe igualmente o problema com o cheiro a urina que é intenso., quando lavamos a caixa de areia há sempre algum resto de areia que vai para os canos.

Algumas pessoas já me tinham falado que utilizavam este tipo de material para a caixa de areia e nunca mais usaram outro.

Há dois meses resolvi experimentar e substituí a areia pelos pellets e não me arrependo!

E o que são os pellets?

São pequenos cilindros de areia compacta, feitos com restos de folhas, serradura e lascas de madeira, sendo utilizados em sistemas de aquecimento!

Mas também podem utilizar para substituir a areia habitual dos gatos.

Cada saco de 15 kg custa geralmente 4€, são uma alternativa mais ecológica do mercado, diminuem o cheiro intenso da urina, deixamos de ter o problema da areia pela casa, e quando a madeira se desfaz é bem mais fácil de aspirar.

Recomendo vivamente a darem uma oportunidade a este material?

Quem conhece e já experimentou?

Últimos dias para "chipar" os animais de estimação

257968840_3188483608090428_8142363311890675658_n.j

 

Desde que saiu essa lei, que sou contra a obrigação de colocação de chip nos animais de estimação.

Adiei até ao último momento, ou seja, até aos últimos dias, do último mês, do último ano, para o fazer já que, a partir do próximo ano, caso as nossas bichanas não tivessem chip, pagaria multas que acabariam por ser mais dispendiosas do que o chip, e seriam chipadas de qualquer forma.

Assim, com muito pouca vontade, lá fomos ontem à Clínica Veterinária de Mafra. Uma estreia.

Depois de, como já aqui tinha contado, terem apelidado, no hospital onde sempre fomos desde que eram bebés, a Becas de "Becas agressiva", decidimos mudar.

 

A maior dificuldade foi colocar a Amora na transportadora.

Parecia uma enguia, a tentar escapar-se e a contorcer-se, porque não queria lá entrar. Mas ao fim de uma longa luta, lá conseguimos.

Já a Becas, foi só colocar a transportadora à frente dela, e entrou de livre vontade!

 

Depois, a viagem. Cerca de 1km, de carro. 

A Amora com o seu habitual ataque de ansiedade, que a faz ficar sem ar e bater com a cabeça na grade da transportadora. A Becas apenas miou.

 

Na clínica, a Becas foi a primeira.

Apesar de bufar, era mesmo só isso que ela fazia: bufar. Portou-se lindamente. Até nós ficámos admirados!

A médica até pegou nela e pesou-a, sem grande stress. 5,300 kg. Tem mantido o peso desde a última vez que foi pesada, em 2020.

A Amora estava assustada, encolhia-se com medo, mas também deixou fazer tudo sem reclamar. Também ela manteve o peso - 4,300 kg.

 

No final, depois de pagarmos, ainda receberam uma prendinha de Natal!

E mais um ponto a favor da clínica.

 

Hora de regressar a casa, a Amora já mais sossegada. A Becas começou a miar e... vomitou.

Ligámos para a clínica, e disseram que não teria nada a ver com o chip.

Provavelmente, foi stress.

 

Já em casa, a Amora decidiu passar o tempo todo a rosnar para a Becas.

É sempre assim.

Quando vêm de um sitio diferente, a Amora aproveita para ter os seus 5 minutos de fama, e de dona do pedaço, até tudo normalizar, e a Becas voltar a reinar.

E pronto, este assunto está arrumado.

 

Se ainda não chiparam os vossos animais, não se atrasem.

O prazo termina este ano.

O Riscas é ciumento e possessivo comigo!?

O Riscas sempre teve, a nível de comportamento, mau feitio.

Cheguei a ter medo dele, quando me atacava constantemente. Com a vinda do Rafael, deixou de me atacar, talvez porque passou a ter alguém da espécie dele para atacar/brincar!

No entanto, quando chego a casa vai-me logo cheirar. Se lhe cheirar que eu estive com outros gatos, vai logo manifestar o seu descontentamento, deixando o seu desagradável perfume de nome xixi, fora da caixa da areia. Tento sempre ir logo mudar de roupa e deixar o calçado desinfetado.

Já não se manifestava há dois meses (porque eu anoto as datas), mas no dia das capturas, eu estive mais de duas horas a mexer com os gatos da rua. Estava tão empolgada a contar como tudo tinha corrido às pessoas que estavam em casa, que nem me lembrei da roupa. Ele cheirou-me toda e nem liguei. Entretanto uma hora depois fez o seu xixi reclamativo num tapete!

O que me disseram é que ele se sente ameaçado, por achar que vou trazer outros gatos para casa, e quer logo marcar aquele território como dele. Também me quer só para ele!

Enfim, gatos problemáticos! É aceitar e pronto!

IMG_20211016_140744_BEAUTY.jpg

A orelha do Riscas

orelhitamurcha.jpg

Não sei se já repararam na orelha do Riscas. Está assim descaída, porque ele teve um otohematoma,  (que é tipo uma bolha de sangue, que enche mais a cada dia) teve de ser operado. Andou com um "brincos", andou com um colar. Teve uns dias difíceis! ele e nós porque tínhamos de estar sempre atentos para os dois não brigarem, e do Rafael não tocar na orelha do amigo!

IMG_20210925_151340_BEAUTY.jpg

Ia de colar até ao WC, por  isso a porta tinha de estar aberta para ele não andar a chocar com a mesma!

IMG_20210923_094658_BEAUTY.jpg

Andava aborrecido por usar o dito colar, mas tinha mesmo de o usar! Cheguei a apanhar um susto, porque na tentativa de ele o tirar, estava a sufocar!

IMG_20210925_175620_BEAUTY.jpg

SquarePic_20210920_15115488.jpg

Segundo a veterinária, e,uma vez que não tinha nenhuma otite, este problema deve ter surgido, devido ás brincadeiras entre eles os dois!

Ao fim de uns dias ficou tratado, mas infelizmente a orelha vai ficar assim descaída. Não é só uma questão de estética, mas também pelo facto  de estando assim, ser mais propicio ao surgimentos de alguma otite!

Mas enfim, o importante é ele estar bem!

Quando se quer salvar, mas não consegue

Quando encontrei estes bebés foi um misto de emoções. Ao mesmo tempo que fiquei rendida à sua doçura, fiquei preocupada com o seu estado de saúde. Como era possível tão pequeninos e já tão débeis, tão doentes. Tinham os olhitos num estado lastimável!

Não sei do que se tratava, mas havia duas hipóteses que nunca cheguei a confirmar: clamidiose felina ou coriza.

Enquanto nos foi possível (porque não estava sozinha, na missão), tentamos tratar deles. Um lugar, tratamento e gente empenhada em cuidar, eles tiveram. Carinho também. Havia dois mais meigos e dois mais ariscos. Queria ter feito mais, mas faltava dinheiro. Sentia-me triste, impotente!

Mas chegou uma altura, que eles precisavam de mais. Quando um dia os encontrei no meio de uns arbustos, a tremer, com os olhos ainda mais debelitados, fiquei desesperada. "Bati a uma porta", mas a resposta foi desanimadora. Não me conformei, não desisti deles!  Então tomei a decisão de "bater a outra porta", de chamar apoio profissional.

Entregue-os, cheia de esperança... Vi-os seguir viagem.

Andei dois dias com poucas noticias e preocupada. Mas depois vieram as boas noticias. Estavam todos bem...Os três machos cegos de um dos olhos, a fêmea completamente cega, mas bem!

Agora posso descansar, com a certeza que tomei a melhor opção, porque se  continuassem na rua, não teriam qualquer opção!

Devo salientar que tenho uma perdição por gatos pretos e este deixou-me completamente rendida!

Bem haja a quem deles tratou e os salvou!

os4piratinhas.jpg

Atualização

Por volta das 20h deste dia 30 de outubro, recebo a noticia que o gato pretinho, o meu "Pudim de chocolate", tinha sido adotado, por uma pessoa 5 estrelas. Como lamechas que sou, as lágrimas caíram pela cara. Era emoção. Claro que foi pena se separar já dos manos, mas é uma vitória enorme, ele já ter um lar para ficar. Que ele seja muito feliz! Eu, nunca o vou esquecer! Gratidão! Gratidão!