Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Uma boa causa

Tenho andado muito dedicada à colónia de gatos da minha rua que sempre aqui falei.

meninos da colonia.jpg

Como já aqui disse a colónia agora está legalizada, esterilizada. Os gatinhos têm uma veterinária que, sempre que é preciso receita remédios/tratamentos e até já veio á colónia para os observar. É uma pessoa que tem verdadeiro amor pelos animais e se preocupa com eles.

Também já está em curso o pedido de instalação de dois abrigos pela junta de freguesia.

A colónia tem até uma página de Facebook, onde vamos partilhando a vidinha deles, dando recados e alertando para determinadas situações.

Somos cinco cuidadoras, cada uma á sua maneira tem as suas tarefas e ajuda no que pode.

pagefacebook.jpg

Continua a ser um gosto, tratar, cuidar, alimentar e privar com eles. Tenho passado momentos de verdadeira ternura. Não são só eles que ganham, sou eu que sou uma sortuda por poder ajudá-los. Foi uma grande emoção, quando um dos gatos que está aqui há anos e nunca se deixou tocar, começar a aceitar festinhas, todo feliz!

O maior obstáculo tem sido o meu gato Riscas. Sempre que chego a casa com o cheiro de outros gatos, ele sente-se talvez ameaçado por achar que vai perder o lugar dele, e faz xixi fora da caixa da areia, em sinal de protesto.

Estive em isolamento 7 dias e como não pude sair, não trouxe nenhum cheiro para casa, e nesses dias, o Riscas, não verteu nem uma gota gota fora da caixa, portanto é mesmo a questão comportamental, ciumes, etc.

gatoriscas.jpg

É uma situação que eu hei-de resolver, mas ainda não sei como, porque nem quero que esta minha "função" de tratar dos outros gatos o faça sofrer, nem quero deixar esta causa que tanto me preenche!

causasnobres.jpg

Quando um gato se refugia no motor de um carro

Com a chegada de dias frios e chuvosos, o motor dos nossos carros acabam por se tornar num refúgio perfeito para gatos de rua se abrigarem.

Aconteceu um caso recentemente com uma gatinha da colónia, da qual sou uma das cuidadoras.

O inverno é a altura do ano em que devemos estar mais atentos a este fenómeno e procurar tomar algumas medidas preventivas, caso encontre animais no motor do carro.

• Levante o capot do carro e faça uma vistoria: se possível, abra o capot do carro antes de o colocar em funcionamento e faça uma pequena vistoria para averiguar se há animais no motor do carro;

• Bata no capot, de forma a afugentar possíveis “moradores”: se, por algum motivo, não lhe for possível verificar diretamente por dentro do capot do carro, quer por mau tempo ou outra questão, como medida de precaução, dê umas quantas palmadas no capot. O barulho poderá ser fulcral para assustar e expulsar os “moradores”;

• Buzine antes de iniciar a condução: uma “buzinadela” reforça a tarefa de afugentar animais que estejam no motor do carro;

• Abra e feche repetidamente o capot: a melhor forma de expulsar um animal deste compartimento é a combinação entre o barulho e a movimentação resultantes da abertura e fecho do capot. O animal ficará assustado e sairá por si mesmo.

Fiquem atentos!

Obrigada!

FB_IMG_1643112289190.jpg

Os gatos de rua e o medo do fogo de artifício

Desde que sou cuidadora  estou mais atenta aos gatos de rua, preocupo-me com a situação, do fogo de artifício, agora na passagem de ano.

Claro que não é possível acabar com o fogo, mas podemos pelo menos consciencializar a sociedade para o problema.

Quem tem animais de estimação em casa, sabe que que muitos ficam incomodados com o barulho, mas estando nós ali com eles, ou eles estando abrigados em casa, o medo não é tão grande, mas os animais de rua, sozinhos ou uns com os outros na rua, ficam amedrontados, desorientados.

Por isso, espero que o fogo este ano não os afete muito!

270275175_514201646738098_945565768917118077_n.jpg

FB_IMG_1640888064749.jpg

Gatos em falta para esterilizar

SquarePic_20211122_20170298.jpg

SquarePic_20211125_16544465.jpg

SquarePic_20211125_16554762.jpg

Este rapaz não se deixa tocar nem fotografar de perto. Não dá mão. É tão esperto que alguém lhe pós o nome de Einstein. Quando, na altura da captura para a esterilização,  os colegas caíam na armadilha, ele tirava a comida e fugia.

SquarePic_20211122_20220684.jpg

SquarePic_20211123_09065574.jpg

O Panda nesse dia só chegou à noite e já não pode ser capturado!

SquarePic_20211123_08592332.jpg

SquarePic_20211123_08581798.jpg

A Zébrinha nem deu o ar de sua graça nesse dia. Mas ou está gordinha ou prenha. Diferencio-a dos outros pardos, porque as riscas dela, são mais largas e vincadas, tipo zebra!

A completar o pacote faltam um pardo juvenil, que é muito parecido com outros pardos já esterilizados (a diferença é que este aínda tem os testículos bem salientes)  e uma fêmea, que só cá vem "ver a bola", que tem uma espécie de estrela amarela/dourada na cabeça. 

IMG_20211125_144632_BEAUTY.jpg

Faltam assim 4 ou 5 gatos para toda a colónia" Os bichanos comunitários dos Chães", estar esterilizada e os gatos terem todos o chip da câmara local!

Animal comunitário

“Animal comunitário” é qualquer “animal autorizado a permanecer em espaço e via públicos limitados, a que o animal esteja habituado e onde esteja integrado, cuja guarda, alimentação e cuidados médico-veterinários são assegurados por uma pessoa, singular ou coletiva, ou por um grupo de pessoas integradas numa comunidade local de moradores, residenciais ou profissionais, comunidades escolares ou entidades públicas”, sob supervisão da autarquia do concelho em questão.

O PAN entregou um projeto-lei para o reconhecimento e regulação da figura do animal comunitário, com o propósito de “responsabilizar a comunidade” pelos animais acolhidos, um dos diplomas que vai ser discutido enquanto o parlamento não é dissolvido.

Animalcomunitárioestatuto.jpg

Boas noticias para a colónia que sou uma das cuidadoras. Obrigada!