Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

há quanto tempo não vos visitava!

Não vos esqueci, mas nem sempre há tempo para cá vir.

E hoje,trago-vos um pequeno relato desta minha tarde, e da Kat.

Então, estive a embrulhar os presentes de Natal ( falta comprar para os homens, ai os homens!). Tenciono oferecer umas garrafas de vinho, e ontem, no Lidl,  vi algumas promoções interessantes, mas não comprei, vou pensar melhor.

Guardei os presentes mais pequenos numa caixa de uma encomenda que fiz há cerca de um mês, vai servir para os levar na noite de Natal para casa da minha sobrinha ( 2019 foi o último ano que celebramos o Natal em minha casa. A  casa da sobrinha tem lareira, a minha não. No ano da pandemia, ficamos em nossas casas, no ano passado juntamo-nos em casa dela, e ficou decidido que passaria a ser lá).

Ora, dentro da caixa tinha imensos papeis que protegiam as peças de vidro que comprara, tirei de dentro e atirei-as para o chão.

A Kat, e todos os felinos, adora papel e caixas.

Meteu-se dentro de um envelope e, com as patas, brincava com os papeis, espalhando-os pelo chão.

Uns dez minutos depois, fartou-se, e saiu dali.

IMG_20221208_182257.jpg

Não ouvia ruído nenhum. E foi quando me lembrei que tinha guardado os presentes maiores no roupeiro, estava lá a manta que andava para a pôr no sofá e usá-la nas pernas quando me apetecer e enquanto vejo televisão, à noite.

E tirei-a e deixei-a dobrada no sofá.

E de repente, lembrei-me e comentei:" Ela já tomou conta da manta".

Fui espreitar.

E  lá estava ela encolhida, a dormir.

IMG_20221208_190605.jpg

Ah! Este ano, a única peça decorativa que comprei, e porque as decorações de Natal são as que tenho de anos anteriores, foi este pendente para a árvore.

IMG_20221208_193001.jpg

"Pelo menos eu estou aqui representada", teria pensado a Kat.

Gostais?

desculpem-me

ser chata, mas, há pouco, fui ver se a Kat estava no cesto dela ( tem uma mantinha para se aconchegar) e não a vi.

Fui ao quarto.

Fecho as portas do roupeiro depois de arrumar o quarto.

Mas estava aberta. 

E é isto:

IMG_20220422_165705.jpg

 

 

ela é demais!

Ontem, horas de ir dormir,  não sabia da Kat.

Tenho o hábito de ver onde está, seja antes de sair de casa, seja quando vou dormir e ela anda desaparecida.

Já aconteceu fechar a porta do quarto ou da casa de banho, antes de sair de casa e quando chegava ouvia-a miar.

Liguei a luz da mesa de cabeceira e reparei que no roupeiro estavam duas meias à vista, mas que deviam estar na caixa de arrumação.

Primeiro pensamento: "a Kat meteu-se dentro da caixa".

E lá estava ela.

IMG_20220421_005611.jpg

A porta do roupeiro é de correr e se estiver mal fechada, nem que seja uns centímetros que ela caiba, com o corpo empurra a porta, encontra o lugar perfeito para a soneca. 

Hoje, voltou ao quarto.

Já não a via desde o final da tarde, fui espreitar o roupeiro, vi as meias fora da caixa e lá estava ela, outra vez.

IMG_20220421_205444.jpg

 

Não lhe escapa...

estava a pôr o edredão, ela salta para cima da cama meteu-se debaixo dele, e ficou.

Esta gata tem dias, embora raros, que se mete no quentinho da cama e fica até às noite.

Ontem, esteve desde o meio-dia e meia até às nove da noite. 

E fui tirá-la do quarto.

Esteve nove horas sem comer.

IMG_20220313_145221.jpg

tão fofa!

Esta noite, e há muito tempo que ela não dormia na minha cama, quando me deitei, a Kat subiu para a cama e encostou-se às minhas pernas.

Adormeci.

Quando acordei, por volta das 8:00 h, levantei-me para ir à casa de banho.

Tomei o comprimido da tiróide e meti-me na cama.

Às 9:00h estava a miar. Passava  por trás da almofada. De repente, senti a pata dela na minha cabeça.

Queria que eu me levantasse. Queria comer o patê do dia.

Mas eu adormeci, o relógio despertava-me às 9:30h.

Fui ao ginásio.

Quando cheguei, abri a porta do meu quarto para fechar a janela que deixara um pouco aberto para o arejar.

O  edredão estava em cima da cadeira.

Saltou para cima dele e deixou-se ficar.

Fui fazer o almoço, pôr a roupa a lavar.

Almocei.

Lavei a louça.

Lavei a casa de banho.

Fui fazer a cama de lavado.

E o edredão?

Ela estava, e está, tão tranquila que não tive coragem de o pôr na cama.

São 16:40.

Ela nem come.

IMG_20220312_155051 (1).jpg