Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

a porta do quarto

fica aberta, saio de casa para fazer as compras de mercado.

Quando vou fazer a cama, procuro-a dentro da roupa e ela assusta-se.

Tão bom o quentinho, não é Kat?

IMG_20240215_152413.jpg

IMG_20240215_152420.jpg

Às vezes, salta da cama e corre para a cozinha.

Hoje, levantou-se tranquila.

Mas teve de sair dali.

Quase 4 horas na cama.

 

 

chateia-me de manhã

Estes últimos três dias, a Kat vai ao quarto acordar -me.

Passa por trás da minha almofada, sinto os bigodes dela muito próximos da minha cabeça.

Hoje, até a pata tentava desviar o edredão que me cobria.

Deixou-me em paz, depois de muito tempo.

Saí de casa, fui ter com a sobrinha e o filho, quando cheguei, fui fazer a cama, sai ela de dentro.

Eu não me recordo de ter deixado a porta do quarto aberta.

Teria entrado pouco antes de eu a fechar.

Depois do almoço, vim ver o telemóvel.E  convicta de que ela estava no cesto dela, não. Estava no calorzinho do sol, com algumas nuvens, embora quente, à janela.

IMG_20240128_143614.jpg

 

O sol faz falta nestes dias

Tenho o aquecimento ligado, o meu quarto é grande, fecho a porta porque a gata gosta de ir paa lá, e não convém perder temperatura.

Ontem à noite, estava na cama pronta para dormir, e quentinha com o saco de sementes que ponho na lombar, a Kat queria entrar no quarto.

As patas batiam na porta, até que me levantei , abri, e disse " entra!".

É que a maioria das vezes, ela entra e quando me deito, ela decide sair.

E  tenho de me levantar outra vez e encostar a porta, não vá ela querer entrar durante a noite e deitar-se aos pés da cama.

Ora, se tenho o aquecimento ligado, não vou deixar a porta encostada porque quando ela quer entrar basta um toque com as patas , estou a dormir, e de manhã quando me levanto está a porta aberta. Assim, não dá para ligar o aquecimento.

Ela entrou, encostei-a, caso ela saísse, e teria de me levantar para a fechar mesmo.

Deitei-me e logo a seguir, ela saltou para a cama e encostou-se às minhas pernas, onde tem a manta, e ali ficou.

Adormeci.

As 6h45 acordei, ela continuava encostada a mim.

Quando me levantei, saiu da cama, porque quer comer, fechei a porta.

Quando não estou em casa, vai para o sofá, encosta-se a uma das almofada e fica até à hora de ir petiscar.

Nos dias de sol, logo de manhã, subo o estore da janela da marquise, fica no cesto onde tem uma manta até não haver sol.

 À hora do almoço, o sol está do lada da sala, senta-se numa cadeira em frente à janela, por onde entra o sol, e enquanto eu almoço também com aquele calorzinho que anima a alma.

Hoje, o tempo está encoberto, não há sol, e ela está no bem bom do sofá.

IMG_20240109_170342.jpg