Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Fazer as necessidades: os gatos já nascem ensinados?

Resultado de imagem para gatos necessidades fora da caixa

 

Costuma-se dizer que, no que toca à higiene, para além de serem muito mais limpos e práticos que os cães, os gatos parecem já nascer ensinados. No entanto, as coisas não são bem assim.

No primeiro mês de vida, é a mãe gata que estimula os seus filhotes a fazerem as necessidades. Quando, por algum motivo, os filhotes perdem a mãe e acabam por ir para às mãos de um humano, é este que tem que tentar simular os gestos que a mãe faria, para assim os gatos poderem fazer as necessidades.

Quando já são mais crescidos, e sendo-lhes mostrada uma primeira vez para que serve a caixa de areia eles irão, à partida, entender a mensagem, e passar a fazer ali as suas necessidades.

Mas nem sempre as coisas correm bem, e isso faz com que os donos fiquem à beira de um ataque de nervos, e acabem por stressar ainda mais o gato, que terá uma dificuldade ainda maior em agir corretamente.

Assim, o segredo é muita paciência, persistência e dedicação, na hora de os tentarmos educar, sem ralhar muito quando fazem asneiras, mas recompensando quando se portam bem.

A primeira vez que coloquei a Becas na caixa de areia, ela achou que era comida, e começou a comer as pedrinhas. Depois de várias tentativas, ela começou a perceber. No entanto, sendo pequenina, com a brincadeira, e estando a caixa de areia longe, acabava por escolher um cantinho da sala, onde estava, para fazer as suas necessidades. Por mais que lavássemos o chão e colocássemos produtos com um odor forte, que a repelisse, ela não se preocupava, e voltava a fazer o mesmo. Até que começámos a não deixá-la ir para lá, até estarmos em casa a tomar conta. Mas o que a fez desistir foi o facto de termos colocado uma caixa de areia também na sala.

Nessa altura, a Amora, que adotámos na semana seguinte, da mesma idade, já sabia utilizar bem a caixa. A diferença entre ambas foi o facto de uma ter sido retirada da mãe mais cedo do que a outra, e de a última ter tido que se desenrascar por força das circunstâncias em que esteve, antes de vir para nossa casa, enquanto a primeira só conhecia uma realidade, não lhe tendo sido dado tempo de aprender mais.

Hoje, é das gatas mais asseadas que conheço. Ela não pode ver o que quer que seja no chão, que fica aflita a querer tapar e limpar.

Por vezes, acidentes acontecem, não conseguem, por exemplo, conter as fezes, ou ficam presas e acabam por cair noutro lado, ou atiram para fora ao tentar tapar.

Alguns gatos, devido a diversos problemas, podem sofrer de incontinência, e não os podemos culpabilizar por isso.

Mas atenção: se um gato está habituado a ir à caixa de areia e, de repente, começa a fazer as suas necessidades noutros locais da casa, é sinal de que algo não está bem.

Nesses casos, o melhor mesmo é consultar um veterinário, para que possa averiguar as causas, que podem ir de marcação de território, cio ou stress provocado por alterações na rotina, entre outras.

Por norma, acabam por ser situações passageiras, que se resolvem por si, e tudo acaba por voltar à normalidade, como foi o caso da Tica que, depois de uns tempos a deixar-nos com os nervos em franja, recomeçou a utilizar a caixa como habitualmente, para nosso alívio.

Pulga e a organização

O Pulga fez no passado mês de Maio, 7 anos que está connosco - o terrível número 7 com que o Mimo nos abandonou - mas é incrível como ainda hoje, passados tantos anos ainda me surpreende.

 

Desde que em 2011 os castrei que nunca mais a relação entre o Mimo e o Pulga foi igual, e então desde essa altura que passei a ter duas liteiras na casa, uma para cada gato - ainda que volta e meia era tudo ao molho e fé em Deus dentro da caixa - para que cada um tivesse o seu espaço. Apesar de o Mimo já nos ter deixado há quase ano e meio, continuo a ter duas caixas de areia, uma em cada ponta da casa, já alterei demasiadas rotinas, não achei por bem alterar mais uma. Assim ficou. E assim o Pulga, sortudo do gato, tem duas areias só para ele. Podia ser um gato normal e utilizar indiscriminadamente as duas liteiras, mas esse seria um gato normal, não o Pulga! O Pulga é um gato organizado, e desde há uns meses que me apercebi que o meu gato organizado, só urina numa caixa e só faz os sólidos noutra caixa, que é para não haver cá misturas!

 

Digam lá que o meu Pulga não é organizado (mas só quando lhe apetece)!

 

IMG_0486.JPG

 

Mais algum gato por aí com a mania que tem TOC (transtorno-obsessivo-compulsivo)?