Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Se concordarem, assinem

 Estava preocupada com o chumbo do projeto do PAN para legalizar a alimentação aos animais de rua, então escrevi ao deputado, André silva, e perguntei se uma petição ajudaria. Julguei que ele nem me iria responder, mas respondeu, e disse que uma petição seria muito bom!

peticaopan.gif

Então lá me aventurei a fazer a dita. Não deve estar perfeita, porque também foi a primeira vez que fiz, mas julgo que tem o essencial. Peço que assinem, para que o projeto vá de novo a votações e desta vez, vigore!

Deixo aqui o link. Se não conseguirem abrir, digam!

 

 

 

Mr. No Ears - um gato muito disputado!

 

O Mr. No Ears (senhor sem orelhas) é um gato branco de cerca de 4 anos, sem orelhas e com apenas um olho, e já é conhecido internacionalmente! Até tem uma página dedicada a ele no facebook - https://www.facebook.com/MrNoEars!

Vivia com os seus amigos e família felina, integrado numa colónia de gatos vadios, em frente ao Hotel Rocamar, na falésia, com vista à Praia do Peneco, em Albufeira. Perdeu um dos seus olhos ainda em pequeno, devido a um ataque de gripe. Já as orelhas, foram removidas devido a dermatite solar.

Neste momento, este gato está a ser diputado pela Associação dos Amigos dos Gatos do Algarve, que tem vindo a tratar do Mr. No Ears há alguns anos, e chegou a utilizá-lo para campanhas de angariação de fundos da associação, e um casal do Vale do Sousa que, em setembro, pensando que o animal se encontrava abandonado e maltratado, o levou consigo para adoptá-lo e cuidar dele.

Embora a associação considere este acto um rapto, existindo já uma petição para que o gato seja devolvido à sua colónia, na falésia de Albufeira, já com mais de 3 mil assinaturas, o casal afirma que a sua intenção foi a melhor.

De facto, Andreia Martins e Paulo Batista, que recolhem e cuidam de animais de rua há vários anos, dizem que não conheciam o gato antes de terem passado férias naquela zona e que, quando perguntaram quem cuidava dos gatos, responderam-lhes que ninguém o fazia. Foi por isso, e pelo seu aparente débil estado de saúde, que decidiram resgatá-lo e cuidar dele.

E, enquanto esta disputa se desenrola e se decide quem é o detentor legítimo do gato, este encontra-se num canil, depois de apreendido pela GNR do Porto.

Será que isto faz algum sentido? 

Penso que acima de tudo se deve avaliar o que é melhor para este gatinho: se continuar na colónia de gatos vadios, embora acompanhado de perto pela Associação dos Amigos dos Gatos do Algarve, ou ficar com o casal que o quis adoptar.

Em último caso, lembrem-se da sábia decisão de Salomão, quando lhe surgiram duas mulheres a querer disputar a mesma criança, afirmando ser sua filha.

Por vezes, pelo bem estar daqueles a quem queremos bem, é preferível abrir mão deles!

Espero que tudo se resolve depressa, para que oMr. No Ears volte a ser feliz, independentemente de onde e com quem venha a ficar! 

 

  • Blogs Portugal