Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Clube de Gatos do Sapo

Este blog pertence a todos os gatos que andam aqui pela plataforma do Sapo, e que pretendem contar as suas aventuras do dia a dia, dar conselhos, partilhar experiências e conhecimentos, e dar-vos a conhecer o mundo dos felinos!

Uma tragicomédia felina!

167157233_4281789988509201_8763934732483058437_n.j

 

Quando vi esta imagem, não pude deixar de imaginar a Becas e a Amora com vestidinhos como este, e sentadinhas assim, tão bem comportadas!

A Amora iria estar mais animada por parecer uma princesa. Já a Becas, iria estar de mau humor, a maldizer a pessoa que se lembrou de lhe enfiar aquilo no corpo.

E comecei a imaginar todo um filme com elas, que foram a uma festa de aniversário felina pela primeira vez!

 

Mãe gata: Vá meninas, portem-se bem, que eu mais logo venho buscá-las!

Amora: Estou tão bonita com este vestido.

Becas: Não havia nada mais pindérico para nos vestir? Estou ridícula!

Amora: Mas fica-te bem.

Becas: O tanas! Somos gatas, não precisamos de roupa. Só estorva. Ainda por cima temos que estar aqui a fazer sala.

Amora: Deixa de ser resmungona. Vamos aproveitar e brincar.

 

A ver uma mosca, Amora lança-se para fora do sofá, na esperança de angariar um petisco.

Becas a pensar "Onde é que esta louca vai agora?"

Amora: Ajuda-me, Becas.

Becas: Que nojento! Quem é que come moscas?

Mas, ao ver a Amora a afastar-se, decide saltar também e segui-la, não vá a irmã meter-se em apuros.

Becas: Pára de correr de um lado para o outro!

Amora: Olha, ela posou ali em cima. Mas eu não consigo subir. Vais lá tu?

Becas, olhando para a altura do móvel: Ali para cima? És doida?

Amora: Vá lá, Becas. Tu consegues.

 

Becas, depois de olhar várias vezes, lá salta mas a sua unha prende na renda, acaba por cair e, com ela, vem o bibelot atrás que, por pouco, não lhe acerta.

Claro que, entretanto, a mosca fugiu e a Amora já não quer saber dela, porque viu um pássaro pela janela e foi para o jardim tentar apanhá-lo.

 

Cansada de se armar em catsitter da irmã, que só por acaso até é mais velha que ela e deveria ser ela a tomar conta de si, mas com receio de ficar ali sozinha no meio de estranhos, pouco habituada às lides da convivência, corre para o jardim.

Mas, pelo caminho, escorrega numa tampa de caixa que por ali andava e vai parar mesmo em frente ao repuxo de água, ficando ensopada, e ainda mais furiosa.

E, reclamando entre dentes consigo própria, com a sua má sorte e com o trabalho que a Amora lhe está a dar, nem se apercebe da chegada de um felino, que tem um fraquinho por ela.

Ele ainda tenta fazer conversa, só que, depois de afirmar que ela está muito bonita e arriscar um miaujinho, leva uma patada. 

 

Entretanto, chega a Amora, que já desistiu do pássaro.

Amora: Credo, o que te aconteceu?

Becas: Ainda perguntas? Tenho que andar atrás de ti, e olha no que deu.

Amora: Deixa lá, está calor, sempre refrescaste o pelo!

Becas: Que piada! Vê lá se também queres levar um banho.

 

Amora: Olha, ali na mesa estão uns pedaços de fiambre.

Becas: Sempre é melhor que moscas.

Amora: Vamos lá?

Becas: Vai lá tu, desta vez.

Amora: E como subo?

Becas: Experimenta aquele cadeirão, e de lá sobes para a mesa. Depois empurras o fiambre cá para baixo com a pata.

 

A Amora assim faz e, depois de saborearem o petisco, refastelam-se as duas no sofá, à espera que a mãe gata chegue. 

Mal a vêem, sentam-se direitinhas, a Becas já com o vestido enxuto.

Mãe gata: Então correu tudo bem? Na próxima semana têm um convite para mais uma festa.

Amora, contente: Boa!

Becas, traumatizada: Oh, não! 

 

 

 

 

9 comentários

Comentar post